Barcelona por Antoni Gaudí

Barcelona é um sonho para os estudantes e os amantes da Arquitetura. A mescla de diversos estilos pela cidade faz de Barcelona uma cidade bastante rica, agradável e cosmopolita. Nessa linha, uma forma interessante de olhar para a cidade é organizando um roteiro que passe pelas principais obras de Antoni Gaudí, o principal arquiteto catalão. Eu adoro seu estilo ousado e colorido e acho que muito da fama da cidade se deve a ele.

Difícil alguém não se identificar com essa mistura que está presente na própria configuração territorial: bairros medievais contrastando com bairros modernos e revitalizados após os jogos olímpicos de 1992. Nas nossas redes sociais, Barcelona sempre faz sucesso (@naduvidaembarque – para quem não segue, #ficaadica).

Obras imperdíveis de Gaudí que não podem deixar de ser visitadas:

1- Parc Güell

Pra mim, o Parque Guell é um dos lugares mais agradáveis da cidade. É imperdível, mesmo se você não for muito fã de Gaudí pois fica localizado em um ponto bem alto da cidade e, de lá, a vista de Barcelona e do Mar Mediterrâneo é maravilhosa!

O Parque foi projetado pelo arquiteto catalão a pedido da família Güell para ser um condomínio residencial de luxo. Construído entre os anos de 1900 e 1914, o projeto foi um fracasso (não se sabe exatamente o porquê, mas talvez tenha sido sua localização mais afastada, na época) e a família acabou vendendo o espaço para a cidade de Barcelona. Assim como em outras de suas obras, no Parque também não há linhas retas!

barcelona parc guell

Parc Guell Barcelona Espanha Na dúvida embarque (5) (Small)

Parc Guell Barcelona Espanha Na dúvida embarque (10) (Small)

Parc Guell Barcelona Espanha Na dúvida embarque (6) (Small)

Parc Guell Barcelona Espanha Na dúvida embarque (12) (Small)

Dentro do Parque, em uma das edificações construídas, funciona a Casa Museu Gaudí, onde o arquiteto morou de 1906 a 1925, antes de se mudar definitivamente para a Sagrada Família (!), onde viveu e trabalhou os últimos 15 anos de sua vida.

O Parque funciona todos os dias, de 10 hs até 18hs. Para visitar a Casa Museu o ingresso custa € 5,50 ou um combinado com a Sagrada Família e áudio-guia por € 24,00.

Casa Museu Gaudí Parc Guell Barcelona Na dúvida embarque (Small)

Casa Museu Gaudí Barcelona Na dúvida embarque (Small)Parc Guell Barcelona Espanha Na dúvida embarque (1) (Small)

Parc Guell Barcelona Espanha Na dúvida embarque (11) (Small)

2- Casa Milà ou La Pedrera

O edifício, famoso por não possuir linhas retas, foi declarado Patrimônio Mundial pela UNESCO, mas sua fachada toda contorcida foi considerada estranha demais para a época, sendo hoje aclamada por todos. É um ícone da arquitetura modernista.

Além de apreciar o exterior do prédio, é possível subir até o terraço, de onde se tem uma bela vista da cidade, e também visitar seu interior, para ver como eram os apartamentos decorados com móveis da época.

Um pouco antes de chegarmos à bilheteria, choveu forte e a subida ao terraço foi proibida, por questões de segurança. Isso acontece porque o chão é de ladrilhos e fica bem escorregadio. Fizemos hora ali no entorno, fomos tomar um café e depois que reabriram o terraço, compramos o ingresso e subimos. Valeu a pena a espera!

Casa Milà Barcelona Na dúvida embarque

Casa Milá Gaudí Barcelona Na dúvida embarque (16) (Small)

Casa Milá Gaudí Barcelona Na dúvida embarque (12) (Small)

Casa Milá Gaudí Barcelona Na dúvida embarque (1) (Small)

Casa Milá Gaudí Barcelona Na dúvida embarque (17) (Small)

Casa Milá Gaudí Barcelona Na dúvida embarque (15) (Small)

O ingresso simples custa € 12,0o, sendo possível comprar o ingresso Premium, que dá direito a não ficar em filas, mas que custa mais do que o dobro do preço (€ 27,00). De qualquer forma, para compreender melhor a história do prédio, vale a pena pegar o áudio-guia (gratuito).

A Casa Milà fica localizada no Passeig de Gràcia nº 92 e abre diariamente, das 10 hs às 20:30 hs. Para quem preferir fazer um passeio noturno, a Pedrera (como é conhecida) fica aberta das 21 às 23 hs.

3- Manzana (ou Illa) de la Discórdia
Esse é um dos quarteirões mais célebres da cidade. Na verdade, trata-se de 3 casas localizadas em um quarteirão inteiro no Passeig de Gràcia. Lembrando que a Casa Milà, sobre a qual falamos antes, fica no nº 92.

A Casa Batlló (no nº 43) foi projetada por Gaudí e estava em reforma quando fomos… mas deu pra ver como ela é linda e coloridíssima!

Por sua vez, a Casa Amatler (no nº41) foi projetada por Jose Puig i Cadafalch, e a Casa Lleo Morera (no nº35) por Lluis Domènech i Montaner, outros arquitetos celebrados em Barcelona.

Descendo a Passeig de Gràcia até a Praça da Catalunha, você já estará na Rambla de Catalunha, um calçadão bastante famoso em Barcelona, onde se concentram muitos restaurantes, hotéis e pontos turísticos.

Casa Batló Gaudí Barcelona Na dúvida embarque (2) (Small)

Casa Batló Gaudí Barcelona Na dúvida embarque (1) (Small)

barcelona_ las ramblas_ espanha_ Na dúvida embarque

4- Casa Vicens

Essa é uma casa residencial que só pode ser admirada por fora, pois trata-se de uma propriedade particular. É outro belo exemplar da arquitetura de Gaudí, sendo uma mistura entre o estilo espanhol e o árabe. Fica localizada na Calle les Carolines nº 24.

Casa Vicens Gaudí Barcelona Na dúvida embarque (4) (Small)

Casa Vicens Gaudí Barcelona Na dúvida embarque (1) (Small)

Casa Vicens Gaudí Barcelona Na dúvida embarque (2) (Small)

5- Palácio Güell

Apesar do nome, o prédio não fica no Parque Güell, e de todos foi o único que não visitei (pois estava em reforma). Também foi projetado por Gaudí e construído para servir de residência à família Güell, anos antes da construção do Parque. Juntamente com outras obras do arquiteto, foi declarado Patrimônio Mundial da Humanidade pela UNESCO.

O prédio, que passou por 7 anos de reformas, está aberto todos os dias das 10 às 20 hs. O ingresso custa € 12,00 e o endereço é Carrer Nou de la Rambla nº 3. Bem, se não for pra ver a Sagrada Família pronta, pelo menos já tenho mais um motivo para voltar a Barcelona.

6- Sagrada Família

Na minha opinião, a Sagrada Família é o mais importante e impressionante projeto de Gaudí. A ousadia do arquiteto catalão foi tamanha que até hoje a obra iniciada em 1882 ainda não terminou — e a perspectiva é que só termine por volta do ano 2080!

Essa igreja é tão diferente das outras que estamos acostumados a visitar que é até difícil explicar. Primeiro porque, para onde olhamos, vemos andaimes e operários trabalhando. Segundo porque seu projeto de arquitetura, que a divide em fachadas e pórticos, transbordam de tanto simbolismo e significado. Somente um homem muito religioso, como era Gaudí, poderia ser capaz de criar uma obra à altura da vida de Jesus., com passagens bíblicas recontadas através de muitas esculturas. É lindo!

Sagrada Familia Gaudí Barcelona Na dúvida embarque (9) (Small)

Sagrada Familia Gaudí Barcelona Na dúvida embarque (12) (Small)

Sagrada Familia Gaudí Barcelona Na dúvida embarque (6) (Small)

Sagrada Familia Gaudí Barcelona Na dúvida embarque (5) (Small)

Para se ter uma idéia do andamento das obras, das 18 torres projetadas por Gaudí — que representam os 12 apóstolos, os 4 evangelistas, Maria e Jesus—, apenas 8 estão prontas. Só estando lá para (tentar) entender. Para subir de elevador e admirar a cidade lá do alto só comprando ingresso com acesso às torres, um pouco mais caro do que o ingresso básico.

Sagrada Familia Gaudí Barcelona Na dúvida embarque (13) (Small)

Sagrada Familia Gaudí Barcelona Na dúvida embarque (14) (Small)

 

Sagrada Familia Gaudí Barcelona Na dúvida embarque (19) (Small)
A Igreja fica localizada na Carrer de Mallorca 401, e para chegar use as linhas 2 ou 5 (Sagrada Família) do metrô. Ela funciona todos os dias: das 9 hs às 18 hs, entre outubro e março; e de 9 hs às 20 hs, entre abril e setembro.
Ingresso: o mais completo dá direito a conhecer a Igreja com áudio-guia e subir às torres, e custa € 29,00. Quem não quiser subir pode optar apenas pelo áudio-guia por € 22,00 ou pelo ticket mais simples, sem áudio-guia (€ 15,00).

Vale lembrar que todo o dinheiro arrecadado com a visita é usado para a conclusão da obra— uma verdadeira obra de igreja! Quando estiver pronta, será a maior igreja do continente. Fico torcendo que termine logo, pois acho que em 2080 não vou estar mais em condições de viajar (rsrs). Sorte de quem estiver!

Para mais informações, acesse o site oficial da atração.

Como toda pessoa a frente de seu tempo, Gaudí também gera discussões entre os amantes da Arquitetura, havendo aqueles que o adoram e defendem suas linhas e cores, e aqueles que não curtem tanto o estilo catalão extremamente arrojado e diferentão.

Para quem estiver em Barcelona, não deixe de apreciar o trabalho de Gaudí e tirar suas próprias conclusões!

0 comments on “Barcelona por Antoni Gaudí

    3 Pings/Trackbacks for "Barcelona por Antoni Gaudí"

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *