Bariloche, seu próximo destino de inverno

Quem me acompanha pelas redes sociais deve lembrar que eu participei de um sorteio realizado pela Adriana, do blog Atravessar Fronteiras, e ganhei 5 diárias em um resort maravilhoso em Villa la Angostura, cidade próxima a Bariloche. Por incrível que pareça, eu, que amo viajar, ainda não conheço essas cidades, mas em novembro estaremos lá para aproveitar os lagos, as praias e as belas paisagens da região além, é claro, de conferir tudo e contar pra vocês.

O inverno não é a única alta temporada de Bariloche, mas para nós, brasileiros, o destino é mais procurado por suas pistas de esqui. Como agora é alta temporada e a neve chegou com tudo, a Adriana escreveu este guest post contando como foi sua viagem pra lá nesse mês de julho, e deu dicas de qual é a melhor época para ver a neve, esquiar e curtir o frio.

Aproveitem! 

Quase todo brasileiro que pensa em curtir o inverno brincando na neve na América do Sul pensa logo em Bariloche. A cidade fica na entrada da Patagônia Argentina, aos pés da cordilheira dos Andes e emoldurada por um lago majestoso, o Nahuel Huapi.

bariloche-piedras-blancas2

É uma cidade grande: são cerca de 150 mil habitantes, somados à grande quantidade de turistas que visitam a região todos os dias. Bariloche fica a 1.600 km de Buenos Aires e conta com um aeroporto que recebe vários voos diários, tanto da capital argentina, quanto de outras cidades tanto argentinas quanto internacionais.

Nessa época de inverno, a quantidade de turistas é simplesmente imensa, grande parte deles são brasileiros ávidos por curtir a neve. Eu já estive lá nove (!!!) vezes, e fui duas vezes no inverno, a última agora em julho de 2016. A grande dúvida dos brasileiros é: eu quero muito ver a neve. Vou conseguir?

Olha, ninguém pode prever como vai se comportar o clima, mas podemos dar algumas dicas.

O inverno de lá coincide com o nosso, ou seja, começa em junho e vai até setembro. Mas isso não é garantia que em junho haja neve suficiente para esquiar. Aliás, a melhor época para ter garantia de neve é final de julho, e o mês de agosto inteiro. Isso se você quiser esquiar.

Mas provavelmente a partir de maio já haverá neve nas montanhas, suficiente para você matar sua vontade de fazer guerra de bola de neve ou fazer um boneco de neve. Existem sites que têm webcams espalhadas por lugares estratégicos, em que você pode conferir diariamente se tem ou não neve. Sugiro o Bariloche.org. A neve segue até meados de setembro, a partir daí, só em cima da montanha mesmo.

Este ano, fui para lá no dia 18 de julho e passei as duas semanas anteriores conferindo a neve pela internet. Tive sorte porque uma semana antes começou a nevar muito nas montanhas, então as estações de esqui abriram. Nós também pegamos uma nevasca embaixo, na cidade mesmo. Amanhecemos o dia comemorando a neve caindo, no início fininha, de repente mais forte. Como aquele dia, iríamos deixar Bariloche e ir para Villa la Angostura, uma cidade linda a 80 km dali, pegamos o carro com medo.

2 - bariloche-nevasca1

Na estrada, no início da viagem, ainda perguntamos para um policial se era seguro seguir caminho. Ele disse que sim. Mas na estrada, a neve engrossou, os carros começaram a deslizar na nossa frente, e nós, como brasileiros que somos, sem experiência nenhuma em dirigir na neve, nem em colocar as correntes nos pneus, demos meia volta e seguimos de volta a Bariloche. Tivemos que procurar vaga em vários hotéis no Centro, entramos em uns 15 hotéis que não tinham quartos quádruplos disponíveis. Isso é a altíssima temporada em Bariloche.

bariloche-centro-civico

O que fazer em Bariloche

A estação de esqui de Bariloche é o Cerro Catedral, que fica a uns 20 km do centro, numa estrada asfaltada. Mas se você não gosta de esquiar e prefere o esquibunda, sugiro o parque Piedras Blancas. São 5 pistas em que se pode descer as montanhas de trenó (trineos para os argentinos), uma diversão sem fim. Você desce uma pista em uns 10 minutos, pega o teleférico e sobe novamente. Tem direito a fazer isso 6 vezes. Mas da primeira vez que fomos, chegamos depois de meio-dia, as filas estavam monstruosas!!! Sugiro chegar cedo! E alugar a roupa de neve (roupa impermeável, indispensável para brincar na neve) na noite anterior.

bariloche-piedras-blancas3

bariloche-piedras-blancas1

Dessa vez, fiz um passeio maravilhoso em que caminhamos à noite pela neve, em cima da montanha, tendo as luzes de Bariloche a nossos pés. Depois, um jantar maravilhoso com música típica argentina ao vivo, num refúgio na montanha. Falo sobre esse passeio no post Andando pela neve sob a luz do luar.

bariloche-caminhada-noturna

Uma coisa que você deve ter ao ir a Bariloche no inverno é paciência com as filas. Em todos os restaurantes que fomos, pegamos filas. Os estacionamentos estão lotados. É um pouco complicado até comprar chocolate. Mas faz parte.

Se você quiser dicas sobre Bariloche e Villa la Angostura, não só no inverno, mas em todas as estações do ano, dê uma olhada no meu Guia em www.guiadebariloche.com.br

Guest post por Adriana Magalhães do blog Atravessar Fronteiras

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *