Cesky Krumlov: No meio do caminho, uma jóia

A cidade medieval de Cesky Krumlov parece uma miniatura de tão pequena, mas é exatamente sua graciosidade que atrai turistas de todas as partes, o ano todo. Essa foi nossa escolha saindo de Praga para Viena. De tão pequena até dá pra ver tudo em um dia, mas aí você não vai entrar no clima e não vai nem aproveitar o sossego desse lugar.

O rio que corta a cidade é o Vltava, o mesmo vindo de Praga, e, assim como na capital tcheca, no verão é comum concentrar as atividades mais divertidas, como passeios de barco para os casais enamorados, ou atividades esportivas (rafting e canoagem) para os grupos de amigos.

restaurante cesky krumlov (Small)cesky (Small)

Cesky Krumlov, uma jóia da República Tcheca

A cidade é formada por ruas estreitas, com pouquíssimos carros e ônibus algum circulando, o que, garante muito silêncio e tranquilidade. Barulho, só o do rio, dos sinos e de alguns músicos pelas ruas… Um sonho!

Onde ficar em Cesky Krumlov

Existem muitos hotéis, pensões e albergues na cidade. A maioria é simples e todos são bem localizados pois as distâncias são realmente muito pequenas.

Ficamos no Hotel U Maleho Vitka, simples, rústico e barato (115 euros para duas noites), mas com uma história interessante: o hotel é o resultado da junção de 3 casas burguesas medievais que foram transformadas. Uma observação: o hotel não possui boa acessibilidade e para chegar aos quartos é preciso subir escadas e não há ninguém para carregar as malas. Se você não curte muito esse tipo de hospedagem melhor procurar outro hotel. O café da manhã é básico e o wifi tem sinal muito bom.

Outra opção é o Castle View Apartments, que possui quartos amplos e luxuosos, além de ficar localizado na entrada do Castelo, o principal cartão postal da cidade.

Ahh não posso deixar de falar sobre o tradicional Trdelník, uma espécie de pão assado em forma de rolo, coberto com açúcar, que encontramos também em Praga e em Budapeste. O melhor mesmo é o crepe de banana com chocolate da MLS Crêperie, bem ao lado dessa janelinha aí da foto. 

pelas ruas em cesky krumlov (Small)

siga no instagram 2

rolinho (Small)

Ao contrário de Praga falam um pouco menos inglês e já aceitam o Euro, além da Coroa Tcheca, o que facilita bastante. Mas assim como em Praga o cigarro por aqui também é liberado, mesmo em ambientes fechados!! As leis anti-fumo precisam chegar logo na República Tcheca pois já tinha me desacostumado a sentir fumaça em restaurantes….

Para chegar em Cesky Krumlov a partir de Praga a melhor opção é o trem, numa viagem de 3:30h de duração. Prepare-se para encontrar uma cidadezinha pequena, fofa e diferente de Praga: tem bem menos turistas e os preços são consideravelmente mais baratos, se compararmos com a capital. Só pra dar um exemplo: o almoço em um restaurante de Praga sai quase o dobro de um almoço em Cesky Krumlov.

A vida na pequena cidade gira basicamente em torno do centro histórico medieval (do século XIII), reconhecido como Patrimônio Mundial pela UNESCO. Mas também ganham destaque o Castelo ( que abriga um museu) e sua torre cilíndrica, além do teatro barroco, o mais antigo do mundo. Atrações à parte, o que vale nessa viagem é ficar passeando por suas ruelas e pontes, e ir se perdendo (no espaço e no tempo!) nos muitos restaurantes e lojinhas de souvenirs.castelo cesky (Small)vista da torre cilindrica (Small)

siga no instagram 2

lojinha cesky (Small)loja cesky krumlov (Small)

Para aqueles que querem algo a mais, na praça central Namestí Svornosti fica o Infocentrum, onde você pode se informar sobre os acontecimentos da cidade, como o Festival de Música, no verão. Vale a pena conferir o calendário oficial.

praça principal (Small)

Outra atração clássica de Cesky Krumlov é a Cervejaria Eggenberg (na rua Latrán 27), que infelizmente não conseguimos visitar, por estar fechada para reformas até o dia 31 de dezembro de 2015. Mesmo não sendo possível fazer o tour guiado pela cervejaria até o final do ano, você consegue encontrar a cerveja local em restaurantes da cidade, sendo uma das melhores (se não a melhor) de todas que provamos na viagem pelo Leste Europeu! A cervejaria leva o nome da família nobre austríaca que adquiriu as terras de Český Krumlov em 1662. No tour guiado eles explicam sobre o engarrafamento, a fermentação e a armazenagem da cerveja.

Onde comer:

Two Marys, uma taberna tcheca típica, bem rústica e com mesas do lado de dentro e de fora, na beira do rio Vltava (rua Parkan 162). O restaurante também é simples e com bom preço. Pedimos o frango com batata por recomendação de um guia, mas acho que qualquer prato é bom, pelo menos pelo que vimos nas outras mesas.

vista do rest two marys (Small)restaurante two marys cesky krumlov (Small)

 Nonna Gina, fica no final de um bequinho (bem em frente ao portão que dá acesso à entrada do castelo). A comida italiana e o preço são bons. Experimentamos lasagna a bolognesa e gnocci al pesto.

nonna gina restaurante (Small)

Depois de conhecer Praga e Cesky Krumlov posso dizer que AMEI a República Tcheca, um país de gente muito acolhedora e simpática. Fiquei com vontade de voltar dias depois de ter ido embora e espero poder voltar o quanto antes para conhecer outras de suas jóias como Cesky Budejovice, Telc e Pilzen.

0 comments on “Cesky Krumlov: No meio do caminho, uma jóia

1 Pings/Trackbacks for "Cesky Krumlov: No meio do caminho, uma jóia"

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *