Deserto do Atacama: guia completo para sua viagem

Ao norte do Chile, entre a Cordilheira dos Andes e o Oceano Pacífico se encontra uma das paisagens mais raras e surpreendentes do mundo: o Deserto do Atacama.

O ponto de partida para explorá-lo é o pequeno povoado de San Pedro de Atacama. Um lugar onde nos sentimos imediatamente acolhidos, em paz, e o tempo parece não passar. Capital arqueológica do Chile, devido a resquícios da cultura inca, tudo por lá é feito de argila, pedra e palha.

Ruas de terra e casas de adobe dão um toque avermelhado ao povoado, tornando a atmosfera ainda mais simples e rústica. Um charme! Essa foto foi tirada bem cedo, antes do sol surgir e do movimento na cidade começar.

San Pedro de Atacama

Guia completo para o Deserto do Atacama

Aqui você encontra um Guia completo com todas as dicas para realizar sua viagem ao Atacama. Como chegar, quando ir, quantos dias ficarque roupa levar, onde ficar, quais passeios fazer e quanto custa viajar.

A cidade gira em torno do turismo e é composta basicamente de hotéis, restaurantes e agências que oferecem os tours pelo deserto.

A principal rua de San Pedro é a Caracoles e, como toda cidade que se preze, há uma Pracinha. Lá estão localizados a Igreja, a Prefeitura, a Polícia, o Centro Informações Turísticas e a tradicional Feira de Artesanato Indígena.

A Igreja de San Pedro de Atacama foi construída com materiais locais como argila, palha, barro, madeira e cactos. Não se sabe ao certo quando começou a ser construída, mas antes de 1650 já estava em funcionamento. Por sua importância histórica foi declarada como Monumento Nacional.

San Pedro de Atacama

Como chegar

Desde Santiago é preciso voar até o aeroporto de Calama e, de lá, percorrer de van ou micro-ônibus 100 km até o povoado de San Pedro de Atacama. O trajeto dura aproximadamente 1:20.

A passagem de ida e volta (Santiago – Calama – Santiago) custa entre R$ 500,00 e R$ 800,00 na LATAM.

No aeroporto de Calama, há várias empresas oferecendo transfers, como a Licancabur e a Transvip. O preço é tabelado em CLP 20.000,00 (ida e volta).

Clima no Deserto – Quando ir

O Atacama é considerado o deserto mais árido do mundo, o que significa que por lá quase não chove e a umidade é bem baixa. As temperaturas oscilam bastante, indo de -10º C a 40º em um mesmo dia. É importante estar preparado para essa variação brusca de temperatura e levar casaco em todos os passeios.

Alguns passeios saem cedo e atingem altitudes elevadas, chegando a quase 5.000 metros, onde a temperatura é bem baixa. O dia mais frio, sem dúvida, é o passeio aos Geisers del Tatio, onde pegamos -5º C.

Com céu azul e sem nuvens praticamente o ano todo, o Atacama pode ser visitado em qualquer época. A diferença é basicamente entre inverno e verão, quando as máximas e mínimas ficam mais evidentes. As chuvas são raras e podem ocorrer durante os meses de janeiro e fevereiro, em razão de um fenômeno chamado Inverno Altiplânico.

O que levar na mala

Quem acompanhou minha viagem no INSTAGRAM viu a enorme variedade de looks: teve foto de biquíni, sem casaco, com casaco e com várias camadas de roupa…

Devido a grande variação térmica alguns itens essenciais na mala de um viajante que vai para o deserto do Atacama. Óculos, protetor solar e protetor labial, hidratante, gorro, luva, cachecol, bota de frio, roupa térmica, jaqueta corta vento, tênis e roupas confortáveis, trajes de banho, chinelo e toalha (a Ayllu sempre oferece roupão).

Mal da Altitude

Muita gente já ouviu falar do mal da altitude, que nada mais é do que o efeito que as altas altitudes causam no nosso organismo: cansaço, dor de cabeça, enjoo, tonturas. Fiquei 24 horas me aclimatando à altitude e, mesmo assim, quando realizei o primeiro passeio, ainda estava com dor de cabeça, cansaço e um leve enjoo (sobretudo após as refeições).

Como San Pedro de Atacama está a 2.400 metros de altitude, nos primeiros dias, o corpo sente a diferença. Agora imagine chegar a quase 5.000 metros no dia dos passeios aos Geisers del Tatio, Salar de Tara e Lagunas Altiplanicas?! Então, deixe esses passeios para o final.

Algumas dicas para se aclimatar melhor à altitude são: beber muita água, não ingerir bebidas alcoólicas e não comer comidas pesadas na noite anterior aos passeios.

Passeios no Atacama – Quantos dias ficar

San Pedro de Atacama é o ponto de partida para explorar as belezas do Deserto, sendo possível fazer os passeios por conta própria, com um carro alugado, mas definitivamente é muito mais comodo e conveniente contratar uma agência.

Escolhi a Ayllu Atacama e recomendo demais os serviços da agência mais brasileira do Atacama. Além do atendimento em português, os guias são atenciosos e capacitados para explicar sobre a formação geológica do local, os carros são novos e confortáveis, as refeições incluídas deliciosas e, na maioria das vezes, o grupo é composto por brasileiros. 

A Ayllu tem um serviço realmente diferenciado e fica localizada na Calle Toconao 479.

Para quem pretende fazer o básico, 4 dias são suficientes, mas para fazer todos os passeios é bom reservar de 6 a 7 dias. Fiquei 5 dias inteiros em San Pedro, mas o primeiro dia foi apenas para me aclimatar à altitude.

Descansei, bebi muita água e senti os efeitos da altitude: dor de cabeça, cansaço e um leve enjoo.

Principais passeios oferecidos

Valle de la Luna

{Todas as INFOS sobre o VALLE DE LA LUNA AQUI}

Barro, sal e gesso compõem o cenário que dá nome ao lugar que, de tão diferente, chama-se Vale da lua. Recomenda-se começar o passeio por aqui já que é o mais próximo a San Pedro e com baixa altitude (2.487 metros), para ir se aclimatando a altitude.

Passamos pela Pedra do coyote, cavernas de sal, centro do Valle de la Luna e terminamos com entardecer no Valle de la Muerte com lanche incluído;

Valle de la muerte Deserto do Atacama

Geisers del Tatio

{Todas as INFOS sobre os GEISERS DEL TATIO AQUI}

Terceiro maior campo geotérmico do mundo, esse é o passeio mais frio (-5º C), mais alto (4.300 metros) e com a paisagem mais diferente! Em nenhum outro lugar do deserto é possível observar geisers com água a 80º C e o vapor de água que eles liberam, com jatos que chegam a 5 metros de altura. Imperdível, mas é bom deixar para os últimos dias por causa da altitude.

Geisers del Tatio Deserto do Atacama

Salar de Tara

{Todas as INFOS sobre o SALAR DE TARA AQUI}

Um dos melhores passeios do Atacama, o Salar de Tara está a 4.500 metros de altitude e o passeio dura um dia inteiro. Passamos por diferentes formações geológicas, como o vulcão Licancabur, as Catedrales de Tara, a Laguna de Quepiaco e o Moai de Tara. O café da manhã e o almoço estão incluídos, mas não há banheiro tradicional, apenas banheiro “inca”.

Salar de Tara Deserto do Atacama

Piedras Rojas e Lagunas Altiplânicas 

{Todas as INFOS sobre as LAGUNAS ALTIPLÂNICAS AQUI}

Começamos o dia indo até as Piedras Rojas, onde tiramos fotos do espelho d’água mais lindo que já vi e tomamos café da manhã em um cenário deslumbrante.

Dali seguimos para as lagunas Miscanti e Meñiques, passamos pela placa que marca o Trópico de Capricórnio e pelo povoado de Socaire.

Piedras Rojas Deserto do Atacama

Lagunas Altiplânicas Deserto do Atacama

Laguna Cejar

{Todas as INFOS sobre a LAGUNA CEJAR AQUI}

Com uma bela vista da Cordilheira dos Andes, é possível banhar-se na lagoa Cejar e, literalmente, flutuar, devido a sua grande concentração de sal. Depois de uma ducha para tirar o sal, visitamos os Ojos del salar e terminamos o dia com um belo pôr-do-sol na Lagoa Tebinquiche.

Laguna Cejar Deserto do Atacama

Tour Astronômico

O Atacama é considerado o melhor céu da América do Sul para observação da lua e de estrelas, ideal para fazer um Tour Astronômico. Várias empresas oferecem o passeio, mas a melhor recomendação que tive foi da Space e realmente foi maravilhoso. A Alejandra, casada com um astrônomo francês que se mudou para o Atacama, simplesmente deixa todo mundo hipnotizado com as estrelas!

É o tipo da atividade que você não sabe bem como vai ser e no final, está maravilhado e não quer que acabe. Eu poderia ficar horas ouvindo a astrônoma falar, enquanto mostrava as constelações, planetas e a lua… pretendo fazer de novo esse tour quando voltar ao Atacama.

Essa foto da lua minguante foi tirada com meu celular através do telescópio. Demais, né?!

Tour astronômico Deserto do Atacama

Outros tours bastante recomendados: Termas de Puritama, Lagoas Escondidas, Valle do Arco íris e Tour do Vinho do Deserto.

Quanto levar para o Atacama

Essa é uma das perguntas que mais me fizeram desde que viajei pra lá. Por isso, dediquei um post só para responder à pergunta Quanto custa viajar para o Chile. Nesse post você vai encontrar o custo de uma viagem de 11 dias entre Santiago e o Deserto do Atacama. Não deixe de conferir! Tá completinho, tem tabela com valores convertidos, pra facilitar a vida e vai ajudar bastante na hora do planejamento.

Onde ficar

Em relação à hospedagem há opções para todos os gostos e bolsos, com preços que variam bastante. O hotel mais luxuoso é o Tierra Atacama, mas fica afastado do Centro de San Pedro. Com diárias entorno de R$ 2.000,00, é bastante procurado por casais em lua de mel.

Para quem procura preços moderados e a praticidade de ficar hospedado próximo à Caracoles, onde se concentra a maior parte dos restaurantes, agências e comércio, algumas opções são:

Hotel La Casa de Don Tomás — Por fora o hotel tem uma aparência bem rústica, todo em pedra, mas os quartos e demais áreas internas do hotel têm uma decoração  mais leve e clean. O hotel possui uma piscina grande, restaurante e serve café da manhã. Também prepara lanche para os hóspedes levarem nos dias em que os passeios saem muito cedo. Não fica localizado na Caracoles, mas próximo. Ótima opção para casais.

 Hotel Poblado Kimal — Os quartos do hotel Kimal são dispostos em forma de bangalôs rústicos e possuem uma pequena varanda. O hotel também possui restaurante, piscina e oferece alguns serviços de spa. Além disso, o hotel prepara um lanche para os hóspedes levarem nos dias em que os passeios saem muito cedo. Localização bem perto da Caracoles. Também ótimo hotel para casais.

Hotel Corvatsch — Bom hotel, com decoração mais simples do que os anteriores. Os quartos possuem tv, banheiro privativo e está localizado próximo à Caracoles.

Puritama Hostal — De todos, esse é o mais simples (e mais barato). Localização imbatível, na própria Caracoles, este hostal possui diferentes tipos de acomodação (quarto privativo com banheiro, sem banheiro e quartos compartilhados). Não dispõe de café da manhã e nem restaurante. Na hora de reservar fique atento para escolher o que mais se adequa às suas necessidades.

Onde comer

Os preços em San Pedro de Atacama são mais altos do que em Santiago afinal, estamos no meio de um deserto! E isso tem um custo.

Para ter ideia, o preço de 2 garrafas de água, 2 sacos de amendoim e um chocolate foi de CLP 7.100,00, o que corresponderia, mais ou menos, a R$ 35,00. Caro, quando comparado ao Brasil.

Na Calle Caracoles existem vários restaurantes, para todos os gostos e bolsos. A quantidade é sempre bem servida, e dá pra dividir por dois, mas nem sempre a comida é tão saborosa.

  • Don Raul, esse foi o restaurante mais arrumadinho e confortável que conheci em San Pedro de Atacama;
  • Delícias de Carmen, serve empanadas e uma boa pizza; o ambiente é agradável;
  • El Toconar, maior bife com batata frita da história. Dá pra dividir tranquilamente.
  • Ayllu Restaurante Bem ao lago da agência Ayllu, lá é vendida a cerveja artesanal St. Peters, a única fabricada no deserto. Não deixe de experimentar. Tomei café da manhã e almocei lá dois dias e a comida é ótima;

Vocabulário Quechua e Cunza

Quando você chegar em San Pedro de Atacama vai começar a se familiarizar com os nomes das ruas, dos hotéis e dos passeios. Muitas das palavras por lá fazem parte do vocabulário quechua e cunza, idiomas de antigos povos que habitaram a região, os Atacamenhos.

Alguns significados que fui descobrindo e anotei:

Atacama – cabeça do país;

Ayllu – forma de distribuição familiar das áreas agrícolas;

El Tatio – o velho que chora;

Láscar – língua;

Licancabur – montanha do povo;

Likanantai – gente desta terra;

Puritama – água quente;

Toconao – lugar de pedras.

Se estiver em busca de uma viagem inesquecível onde a natureza é a protagonista, vá ao Deserto do Atacama. Tenho certeza que não irá cansar de apreciar a beleza, sentir o sol, o vento e “ouvir” o silêncio do deserto mais árido e mais encantador do mundo!

Atacama, aguarde, eu voltarei!

2 comments on “Deserto do Atacama: guia completo para sua viagem

  1. Que passeio maravilhoso o texto me proporcionou. Estou encantado com esta natureza tão diversa e apaixonante. Ansioso para conhecer, se Deus permitir, o Deserto do Atacama !

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *