Salzburg- Mozart não morreu

A Áustria é um país tão marcante e importante que fica difícil dizer o que a torna tão maravilhosa. A paisagem define muito de nosso imaginário: são montanhas verdinhas, lagos e rios cristalinos, casinhas perfeitas no meio dos Alpes… mas ainda há muitos outros motivos pra desbravá-la: arquitetura, música clássica, pintura, história… Além de conhecer a célebre capital Viena, aventure-se por cidades menores, como  Salzburg, Innsbruck e  Linz.

Sem dúvida a melhor forma de chegar até lá é com os impecáveis e pontualíssimos trens da empresa ferroviária austríaca ÖBB.

Dentre aquelas jóias, Salzburg é mais conhecida por ser a cidade natal do compositor Wolfgang Amadeus Mozart e da família Von Trapp (retratada no filme A Noviça Rebelde), mas também por seu centro histórico, declarado Patrimônio da Humanidade pela UNESCO e, ainda, por ficar bem próxima das estações de esqui que, no inverno, atraem muita gente.

A cidade respira Mozart, e não é à toa: lá estão simplesmente a casa onde ele nasceu (a famosa Mozart Geburtshaus) e a histórica residência onde viveu antes de se mudar definitivamente para Viena (Mozart Wohnhaus).

Abertas a visitação, ambas apresentam um acervo único e considerado o maior do mundo sobre o compositor: seu primeiro violino, pianos, documentos, pinturas e objetos que pertenceram a ele e a sua família. Na casa onde nasceu é possível captar as circunstâncias em que cresceu, quem eram seus amigos e patronos, a relação com a família, a paixão por ópera e muito mais.

Veja porque incluir Salzburg em seu roteiro

Na verdade, a cidade exala música! Festivais são promovidos ao longo do ano, e durante o Festival de Música de Salzburg, é possível assistir a óperas e concertos de graça em um telão de alta definição. Para quem tiver interesse em assistir pessoalmente, o preço é salgado (ainda mais em tempos de alta do Euro), sendo ainda recomendável o uso de terno para os homens.

opera ao ar livre (Small)

O ideal é ficar dois ou três dias na cidade. pois seu centro histórico é pequeno, sendo possível visitar os principais atrativos com tranquilidade. Para obter um mapa e mais informações úteis como sobre tours, o legal é começar o passeio pela Mozartplatz, onde há um Centro de Informações Turísticas em que também é possível comprar o Salzburg Card (que garante transporte gratuito e entrada nas atrações).

casa Mozart Salzburg (Small)

Mozart platz (Small)

Em relação à hospedagem, procurei no site do Trip Advisor um hotel que fosse bem localizado, bem avaliado e com preço razoável, mas o que surpreendeu quando chegamos ao local foi o barulho de uma obra, bem ao lado do hotel. 🙁

O Hotel Gasthaus Hinterbrühl fica localizado em um prédio que possui 800 anos e faz parte da muralha da cidade. Possui quartos simples, mas confortáveis, é bem localizado e dá pra fazer tudo a pé a partir do hotel. O problema foi mesmo o barulho. Como os quartos não dispõem de ar condicionado (comum nos hotéis europeus), tínhamos que ficar com a janela aberta, e o barulho do restaurante e de uma obra ao lado atrapalharam um pouco. O café da manhã não está incluído, mas o restaurante situado no térreo oferece a opção.

vista do quarto salzburg (Small)

Sem dúvida o principal atrativo turístico de Salzburg é a Fortaleza Festung Hohensalzburg, e você concordará com isso quando chegar lá em cima. É a única fortaleza medieval que se manteve intacta até hoje e que conta a história da cidade por meio de desenhos, plantas do local e objetos. Há poucos anos, escavações arqueológicas descobriram peças impressionantes que remontam à época do Império Romano. Para chegar lá, é preciso pegar o funicular, que também serve para descer.

Lá em cima há um restaurante bem agradável onde você pode sentar, apreciar a vista da cidade (com os Alpes ao fundo) e experimentar comidas típicas deliciosas. O preço é mediano, mas vale cada centavo pela experiência. Afinal, quantas vezes você terá a chance de repetir uma experiência dessas? Não a desperdice!

funicular para fortaleza (Small)

fortaleza salzburg (Small)

vista da cidade de salzburg (Small)

vista do restaurante da fortaleza (Small)

No caminho para o funicular que leva à fortaleza fica o Cemitério St. Peters, datado do século VIII. É lindo, muito florido e bem diferente dos cemitérios que estamos acostumados a ver.  Lá está um interessante mural sobre as vítimas da peste negra; e na capela central estão os restos mortais da irmã de Mozart e do compositor Michael Haydn.

Na cidade há também a Abadia de St. Peter, um dos monastérios beneditinos de língua alemã mais antigos em funcionamento. Embora a fachada da igreja não se destaque muito, por ser simples, seu interior reconstruído em estilo rococó é bastante rebuscado e imponente. Fica localizado na praça, onde está o restaurante mais antigo do mundo em funcionamento até os dias de hoje (datado do ano 803). O luxuoso e caro restaurante está vinculado ao mosteiro e se chama St. Peter Stiftskeller.

cemitério da igreja salzburg (Small)

cemiterio salzburg (Small)

restaurante mais antigo da Europa, Salzburg_ Na dúvida embarque (Small)

Como toda cidade pequena sempre digo que o ideal é ir andando e observando o que a cidade tem a oferecer, sem compromisso algum. E, para isso, a Getreidegasse é uma rua de pedestres famosa entre os turistas.

Bom lugar para comprar chocolates, roupas, souvenirs e também para encontrar sorveterias e restaurantes como o NordSee ou o Mc Donald’s. Bem versátil e, por isso, agrada a todos. Mas as ruas e vielas próximas são igualmente boas e sempre têm uma surpresa a oferecer. Prepare-se pois, no verão, as ruas de Salzburg ficam bem cheias sobretudo durante o Festival de Música.


rua de pedestres em salzburg (Small)

principal rua pedestresalzburg (Small)

rua lotada de turistas salzburg (Small)

Atravessando a ponte —onde os casais apaixonados colocam seus cadeados — não esqueça de levar o seu!— que cruza o rio, você terá novas paisagens e ângulos da cidade, à medida em que se afasta do centro histórico. A fortaleza, por exemplo, fica cada vez mais distante e sobressai sobre toda a cidade. Passear na margem do rio, a pé ou de bike, é uma ótima atividade para relaxar e observar como os moradores utilizam muito a bicicleta (daí porque existem muitas ciclovias e sinais específicos para ciclistas), fazem atividade física e levam as crianças para brincar.

ponte dos cadeados salzburg (Small)

ponte cadeados (Small)

Ainda desse lado do rio, vale a pena passear pelo jardim Mirabell e entrar para conhecer o MirabellSchloss, um castelo construído no século XVII, fora das muralhas da cidade, para supostamente receber a amante do Arcebispo da época. Ao longo do tempo o prédio já serviu como sede de departamentos do governo, e possui alguns destaques, como a escada com anjos esculpidos e a sala com ornamentos de ouro, onde acontecem concertos, nas noites de verão, por 30 Euros.

mirabell garden (Small)

Outras opções para quem estiver com mais tempo na cidade são passear de bike pela ciclovia ao longo do rio (aluga-se na estação de trem ou na Residenzplatz, ao lado do relógio), ou simplesmente caminhar beirando o rio e observar a limpeza da cidade, os cruzeiros de barco no rio… Já é uma atividade bem agradável e relaxante.

Além disso, o famoso Tour Sound of Music, passeio de ônibus que dura 4 horas com saídas às 9:30 e às 14:00, passa pelas casas onde morou a família Von Trapp e pelos locais de locação do filme A Noviça Rebelde, que conta a famosa história dessa família judia que fugiu do Nazismo, a pé, pelos Alpes.

É possível, ainda, fazer um bate-volta para estações de esqui, a uma hora de Salzburg.

A cidade deve ser igualmente linda, tanto no verão como no inverno, mas para aproveitar um dos eventos mais importantes do país, a melhor época para conhecê-la é, sem dúvida, o verão e, especificamente, durante o festival. Afinal, como ignorar o fato de que Salzburgo é o berço da música clássica na Áustria?

Veja mais sobre nossa Eurotrip pelo Leste Europeu:

PragaCesky KrumlovBudapesteVienaInnsbruck Bratislava

Vai Viajar? Não esqueça de fazer seu Seguro Viagem!

Real Seguro Viagem seguro_viagem Na dúvida embarque_728x90

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *