O que fazer em Évora, a capital do Alentejo

A região do Alentejo é uma das mais lindas e ricas de Portugal. A paisagem muda ora do azul do mar para o verde das oliveiras e dos vinhedos, ora para o amarelo dos campos de girassóis. Um cenário espetacular e bastante acolhedor. Évora, sua capital, representa a qualidade de vida da região, sendo conhecida como cidade-museuSeu Centro Histórico é um dos mais importantes de Portugal e também um dos mais bem preservados. Confira nesse post o que fazer em Évora, onde comer e onde ficar hospedado.

Patrimônio da Humanidade pela UNESCO, na cidade murada todas as casas são pintadas de branco e possuem detalhes amarelos nas portas e janelas.

Suas ruas estreitas e pacatas são um convite a caminhadas, e entre uma antiga atração romana e outra medieval vamos aprendendo sobre a rica cultura portuguesa que tanta influência teve de outros povos.

Em Évora ainda é possível percorrer a Rota do Vinho do Alentejo e conhecer plantações de oliveiras, sobreiros (a árvore da cortiça) e campos de girassóis mas, para isso, o ideal é ficar pelo menos 2 dias na cidade, de carro.

Além de dicas práticas de como chegar, quanto tempo ficar, onde comer o que fazer em Évora, leia aqui o post com dicas de HOSPEDAGEM EM ÉVORA.

♦ ♦ ♦ Dicas de outras cidades portuguesas no final desse post ♦ ♦ ♦

Como ir de Lisboa a Évora

É bem fácil chegar em Évora partindo de Lisboa, seja de carro, ônibus ou trem.

Trem – os trens para Évora partem da estação Oriente, em Lisboa, e a travessia dura 1:40h. Existem apenas 4 horários por dia e como a demanda é alta, é necessário fazer reserva, caso esteja viajando com um passe de trem. Sem o passe, a passagem custa €16,20 na 1ª classe e €12,20 na 2ª classe (só ida).

Ônibus – o trajeto de ônibus dura o mesmo tempo da viagem de trem e o preço também é similar: € 11,90 (só ida).

Carro – viagem mais confortável e rápida. De carro chega-se a Évora em 1:20h. Basta seguir pela autoestrada A2, depois pegar a A6 e por fim a N114. RESERVE AQUI O SEU CARRO e conheça essa maravilhosa região de Portugal.

Quantos dias ficar em Évora?

Se quiser aproveitar Évora e sentir a deliciosa atmosfera alentejana, além de poder explorar outras cidades menores como Arraiolos e Estremoz, o ideal é ficar uma ou duas noites na cidade. Assim será possível ver tudo com calma.

Um bate-e-volta a partir de Lisboa pode ser cansativo e corrido demais. Mas se for sua única opção, faça de tudo para pegar o primeiro trem, que sai de Lisboa as 7 da manhã.

O que fazer em Évora – melhores atrações

Seu centro histórico é pequeno e pode ser todo percorrido à pé. A principal referência da cidade é a Praça do Giraldo, onde ficam  a Igreja de Santo Antão, restaurantes e lojas e o principal Centro de Informação Turística da cidade, sendo um bom lugar para iniciar a visita às atrações.

o que fazer em évora

Na Praça do Giraldo observe a fonte em frente à igreja (lavada todos os dias pela manhã) e as arcadas  que garantem sombra nos dias mais quentes de verão, quando a temperatura chega facilmente aos 40º C.

Em Évora, a presença romana é bem evidente e existem pelo menos 2 atrações na cidade, em ótimo estado de preservação. Não deixe de visitar!

Templo Romano

O Templo Romano, uma das construções romanas mais bem reservadas de toda a Península Ibérica, foi construído no século I, no local mais alto e importante da cidade. Conhecido também como Templo de Diana, foi bastante modificado ao longo dos anos, tendo sido restaurado para voltar a ter a atual aparência no final do século XIX.

Nos arredores do Templo há o jardim de Diana, o Museu de Évora e a Igreja, Convento e Pousada dos Lóios.

o que fazer em évora

Termas Romanas

Na Praça do Sertório estão as Termas Romanas, redescobertas em 1987. Com 9 metros de diâmetro a sala Laconium era destinada aos banhos quentes e de vapor (havia fornalhas para aquecimento da água). Uma estrutura super complexa e ainda não completamente desenterrada. O tanque mede 5 metros de diâmetro e é todo revestido de mármore.

Quando estiver na Praça do Sertório, procure pelo prédio da Câmara Municipal de Évora. As Termas estão no interior do prédio onde, aliás, foi proclamada a República Portuguesa, em 05 de outubro de 1910. Muita história em um só lugar!

Catedral da Sé, Claustro e Museu de Arte Sacra

A construção medieval do século XIII é outra atração imperdível e se destaca, além da beleza, por ser a maior catedral medieval de Portugal. Não deixe de subir ao terraço, de onde se tem uma linda vista de Évora. O ingresso para visitar custa € 3,50.

o que fazer em évorao que fazer em évora

Igreja de São Francisco e Capela dos Ossos

Se você não tiver nenhuma ideia de o que fazer em Évora, pelo menos a Igreja de São Francisco deve estar nos seus planos. Maravilhosamente decorada com azulejos pintados à mão e com muito ouro, em seu interior fica localizada uma das atrações mais visitadas de Évora, a Capela dos Ossos.

Construída por monges franciscanos no século XVII com o intuito de resolver um problema de super lotação dos cemitérios, é uma atração sinistra e desconfortável. Logo na entrada somos recebidos com a inscrição ” Nós ossos que aqui estamos pelos vossos esperamos”… mas acho que ninguém está com pressa de chegar nesse ponto, não é mesmo?!

Toda feita com ossos humanos, é um convite a filosofar sobre a única certeza que temos nessa vida…

Apesar da filosofia é preciso pagar €4,00 para visitar.

Aqueduto da Água da Prata

A atração mais afastada é o Aqueduto da Água da Prata e, ainda assim, é possível ir andando e vale muito a pena conhecer. O aqueduto renascentista do ano 1533 está em ótimo estado de conservação — e ainda em funcionamento — sendo que uma parte dos arcos foi incorporada à construção de casas.

Assim, entre um arco e outro, foram construídas casas estreitas, mas nem por isso menos charmosas, seguindo aquele mesmo padrão branco com os detalhes amarelos.

o que fazer em évora

Largo da Porta de Moura

A fonte renascentista construída há mais de 500 anos era abastecida pelo Aqueduto da Água da Prata. O largo fica mais interessante quando observamos as duas torres da Catedral da Sé ao fundo.

Com mais tempo na cidade, é possível conhecer também o Museu e a Universidade de Évora, e fazer o passeio aos campos de girassol, às plantações de oliveiras e aos sobreiros. 

Além de tudo isso, a região do Alentejo ainda é conhecida por ser a maior produtora mundial de cortiça, detendo mais de 50% da produção. Pelas ruas do centro histórico encontram-se muitas lojas de souvenirs feito do material. 

O que fazer em Évora – Comer bem!

Além das atrações que podem ser visitas na cidade, esse post não seria completo se não incluísse a culinária alentejana na lista de o que fazer em Évora. Porque comer é, sem dúvida, outra atração do Alentejo. Fartura não falta aos pratos à base de sopas, azeite, peixes e carne de porco.

Abaixo seguem dicas de 3 restaurantes para experimentar em Évora.

Vale conhecer o mais famoso de todos, o Fialho, que está na 7ª geração da família e é conhecido internacionalmente. Premiado, é uma atração gastronômica da cidade. Fica na Travessa Mascarenhas 14 e é recomendado fazer reserva.

O 5 Amêndoas é outra dica para comer bem em Évora. Localizado no interior do Vitoria Stone Hotel, é aberto ao público (Rua Diana de Lis 5) e a base é a cozinha típica tradicional do Alentejo.

O restaurante Maria Luisa possui ambiente moderno e confortável, serve ótimos vinhos e pratos da culinária portuguesa (lombo de bacalhau). Fica localizado na Praça 1 de Maio, bem próximo à Igreja de São Francisco e Capela dos Ossos.

Quer dicas de outras cidades portuguesas?

Gostou das dicas de o que fazer Évora? Aqui você encontra dicas de outras cidades para visitar em Portugal e onde ficar hospedado.

ÉVORA– ONDE FICAR HOSPEDADO

SINTRAbate e volta a partir de Lisboa

CASCAIS – o que fazer – passeio de 1 dia a partir de Lisboa

CABO DA ROCA – como ir e o que fazer

GUIMARÃES– aqui nasceu Portugal

PORTO – dicas de hospedagem no Porto

LISBOA – guia bairro a bairro

COIMBRA –

AVEIRO –

 

One comment on “O que fazer em Évora, a capital do Alentejo

  1. Sem dúvida o texto nos deixa bem instruidos para visitar Évora.
    Por ele não há embaraço para conhecer as atrações históricas nem os points gastronômicos. As dicas da viagem são minuciosas e bastante úteis. Show!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *