Passeio de 1 dia em Sintra: bate-volta a partir de Lisboa

Desde que a Paisagem Cultural de Sintra foi declarada Patrimônio da Humanidade pela UNESCO, a cidade vem atraindo mais e mais turistas interessados em conhecer os Palácios, as Quintas e os Castelos de Sintra.

A pequena cidade serrana fica rodeada pelas florestas do Parque Nacional Sintra-Cascais, é uma das mais antigas do país e constitui uma bela mescla de vários estilos arquitetônicos.

Como chegar em Sintra a partir de Lisboa?

Trem – os trens para Sintra partem da estação do Rossio a cada 10 ou 20 minutos. O trajeto leva 40 minutos e a passagem de ida e volta custa €4,40.

Carro – embora a viagem seja um pouco mais rápida e confortável, estar com um carro pode ser uma dor de cabeça em Sintra, especialmente no verão, já que não há muitas vagas para estacionar. Prefira ir de trem e, chegando lá, utilize taxi ou tuk tuk (há muitos)!

Agora, se você estiver planejando fazer uma viagem de carro por Portugal — e eu recomendo muito— certamente haverá vaga para estacionar no seu hotel. Então, de Lisboa siga pela autoestrada A9 e depois continue pela A16 ate chegar em Sintra. RESERVE AQUI O SEU CARRO e comece essa inesquecível viagem por Portugal!

Dicas importantes

1- Durante os meses de verão, prefira visitar a cidade de 3ª a 6ª feira pois a maioria dos museus de Lisboa fecha às segundas e a cidade recebe mais turistas nesse dia! Nos fins de semana o fluxo também é grande.

2- Compre ingressos combinados para ganhar desconto progressivo de 5, 6 ou 7%. A dica é comprar ingressos no Palácio Nacional de Sintra, onde a fila é sempre bem menor. Assim você já chega no Palácio da Pena e no Castelo dos Muros com os ingressos comprados e pode entrar direto, evitando filas de até uma hora na bilheteria(!) 😉

3- Sintra é uma cidade cheia de ladeiras e exige bastante disposição para caminhadas. O ideal é pegar taxi, ônibus ou tuk tuk para começar o passeio pelo Palácio da Pena, o ponto mais alto e, de lá, ir descendo. De um atrativo para outro há ladeiras bem compridas e íngremes.

4- Vai viajar para a Europa? Não esqueça de fazer seu SEGURO DE VIAGEM. É obrigatório de acordo com o Tratado de Schengen e a cobertura mínima deve ser de 30 mil Euros. Faça sua COTAÇÃO aqui e viaje tranquilo.

Quantos dias ficar em Sintra?

Um dia até é suficiente para conhecer as principais atrações da cidade (Centro Histórico, Palácio Nacional de Sintra, Palácio da Pena e Castelo dos Mouros), mas com certeza a viagem não será completa.

Muitos turistas preferem fazer um bate-e-volta a partir de Lisboa, mas para ver todas as atrações da cidade e arredores é preferível dormir uma ou duas noites por lá, sobretudo se estiver cruzado o país de Norte a Sul, de carro.

Sintra possui um dos hotéis mais interessantes para ficar hospedado, como contei aqui — DICAS DE HOSPEDAGEM EM SINTRA. Não tenha dúvida que vale a pena dormir em Sintra.

Fiz apenas um bate-e-volta a partir de Lisboa e fiquei morrendo de vontade de estender a viagem por Sintra.

Melhores atrações de Sintra

Centro Histórico

Andar pelas ruazinhas estreitas de Sintra é uma das melhores partes da visita. Tudo charmoso, florido e convidativo. Algumas ruelas com chão de pedras portuguesas são o verdadeiro retrato de uma cidade do interior de Portugal. E como na maioria delas, não há calçadas ou são bem estreitas. Anda-se pelo meio da rua mesmo e não há nenhum perigo.

Palácio Nacional de Sintra

O palácio de origem árabe possui diversos estilos arquitetônicos, como o mouro, o manuelino e até mesmo o gótico, tendo servido como residência de verão da família real portuguesa desde o século XII.

Por fora, a arquitetura do palácio se destaca pelas 2 enormes chaminés brancas e simétricas, com 33 metros de altura cada. Localizadas na enorme cozinha do Palácio, é sem dúvida um dos cômodos mais interessantes da visita.

Palácio Nacional de Sintra

Palácio Nacional de Sintra

No acervo do Palácio, coleções de azulejos mouros produzidos na Espanha. Aliás, foi no Palácio de Sintra que aprendi que a cultura dos famosos azulejos portugueses tem, na verdade, origem árabe. As técnicas empregadas na Espanha, por mouros, foram trazidas a Portugal, onde foram aprimoradas e incorporadas à cultura portuguesa. Veja como é o INTERIOR DO PALÁCIO nesse post.

Horário: todos os dias, das 9:30 às 18:30 h

Ingresso: €10,00 (ver preços combinados)

Parque e Palácio Nacional da Pena

O Palácio da Pena está encravado no topo da Serra de Sintra, sendo talvez o maior símbolo da cidade. Sua arquitetura é uma mescla de vários estilos — mouro, manuelino, gótico e representa uma das grandes obras do Romantismo do Século XIX. Visto do alto parece até uma miragem…

O Terraço da Rainha é o melhor lugar para observar a arquitetura do palácio e a cozinha, assim como no Palácio de Sintra, foi pra mim uma das áreas mais interessantes da visita. O parque também pode ser visitado, sendo um local lindo e bastante agradável. Leia mais sobre o PALÁCIO nesse post.

Sintra Palácio da Pena

Do Centro de Sintra o ideal é subir de ônibus ou tuk tuk (5 euros por pessoa). Logo na entrada do Palácio fica a loja de souvenir, onde é vendido o bilhete para um micro-ônibus interno – €3,00 ida e volta — achei que valeu a pena para poupar tempo e pernas porque a ladeira é bem comprida e íngreme.

Atração mais visitada de Sintra, durante o verão, pode ser um pouco desconfortável andar pelo palácio, tamanha a quantidade de turistas lá dentro. A dica, como disse antes, é comprar o ingresso com antecedência, no Palácio Nacional de Sintra, onde a fila é sempre bem menor e tentar chegar o mais cedo possível, antes que os turistas vindos de Lisboa lotem a cidade.

Horário: todos os dias, das 9:30 às 18:30 h

Ingresso: €14,00 (ver preços combinados)

Castelo dos Mouros

Logo abaixo do Parque e Palácio Nacional da Pena fica localizado o Castelo dos Mouros, uma das construções mais lindas que já visitei nessas minhas andanças pelo mundo.

Antiga fortaleza árabe construída no século VIII, o Castelo dos Mouros fica localizado em um dos pontos mais altos da cidade e permanece como um testemunho da ocupação árabe na Península Ibérica. Servia para proteger a cidade, já que tem uma vista infinita para o mar e dos arredores.

O passeio pelo Castelo dos Mouros consiste basicamente em admirar a paisagem de Sintra e a própria fortificação, toda feita de pedras. No local foram fincadas bandeiras que representam as diferentes bandeiras de Portugal ao longo do tempo (quando nem era um país ainda).

Horário: todos os dias, das 9:30 às 19:00 h

Ingresso: €8,00 (ver preços combinados)

Quinta da Regaleira

A dica é deixar essa atração por último, já que é a última a fechar (no verão a última entrada é as 19:00, sendo possível visitá-la até as 20:00).

A Quinta da Regaleira ganhou a configuração atual com Antônio Augusto Carvalho Monteiro, brasileiro do Rio de Janeiro. Estudou Direito em Coimbra e residiu em Sinta. Mandou construir o palácio como residência de verão para sua família. Além do palácio há ainda capela, torre, fontes de água, um curioso poço e um enorme bosque.

A propriedade passou pelas mãos de vários particulares e existem registros desde 1697, tendo sido constantemente transformado ao longo tempo, até se tornar um bem público de Sintra.

Horário: diariamente, das 10:00 às 19:00 h (no verão).
Ingresso: €6 euros (não pode ser combinado com outras atrações de Sintra).

Mais atrações em Sintra e arredores

Bem, como venho dizendo desde o início, a cidade vale mais do que um bate e volta a partir de Lisboa. Ficando uma ou duas noites será possível visitar outras atrações super recomendadas de Sintra e arredores. Eu não tive tempo, mas na próxima quero incluir:

Palácio e Jardins de Queluz

Distante cerca de 20 minutos, de carro, do Centro Histórico de Sintra, o belo palácio construído em 1786 tem claras influencias da arquitetura francesa e italiana. Era aí onde aconteciam as festas da família real portuguesa durante o verão.

Parque e Palácio de Monserrate

Com uma arquitetura romântica inigualável, o Palácio de Monserrate está localizado a 15 minutos do centro, sendo necessário ter carro, um tuk tuk ou pegar ônibus para chegar até lá. No entorno do Palácio há espécies de plantas do mundo todo.

Convento dos Capuchos

O convento fundado em 1560 representa o ideal de fraternidade dos frades franciscanos, mas foi abandonado em 1834 com a extinção das ordens religiosas em Portugal. Hoje apenas as ruínas podem ser visitadas.

Curiosidades históricas de Sintra

Foi em Sintra que o rei D. Manuel recebeu a notícia da descoberta do caminho marítimo para Índia (1499)
e também em Sintra recebeu a notícia do descobrimento do Brasil, em 1500.

Em 1755, o grande terremoto em Portugal abalou algumas construções de Sintra, como o Palácio Nacional.

Lord Byron, famoso poeta inglês, andou por essas bandas e descreveu  Sintra como o mais encantador vilarejo da Europa. Há várias referências ao escritor pela cidade, como esse simpático restaurante que leva seu nome.

Vai dizer que não é mesmo encantador?!

Quer dicas de outras cidades portuguesas?

ÉVORAO QUE FAZER EM ÉVORA

ÉVORA– ONDE FICAR HOSPEDADO

CASCAISo que fazer – passeio de 1 dia a partir de Lisboa

CABO DA ROCAcomo ir e o que fazer

GUIMARÃESaqui nasceu Portugal

PORTOdicas de hospedagem no Porto

LISBOAguia bairro a bairro

COIMBRA

AVEIRO

2 comments on “Passeio de 1 dia em Sintra: bate-volta a partir de Lisboa

    • Olá. O Na Dúvida, Embarque está sempre empenhado em passar o máximo de informações com a maior precisão possível. Obrigada por acompanhar nossas dicas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *