Teatro Amazonas mais 9 atrações

Vai viajar para Manaus? Então que tal dar uma olhada no que a capital manauara tem de melhor? A Paris dos Trópicos como ficou conhecida a cidade devido à forte influência francesa durante o período da Borracha, surpreende os visitantes que esperam ver apenas índios ou floresta. E não é só o Teatro Amazonas que se destaca.

Manaus ostenta uma natureza exuberante, mas também avenidas largas e um trânsito de cidade grande, além de muitos edifícios históricos que representam todo o esplendor de seu passado. Claro que o belo Teatro Amazonas é o ícone mais famoso, mas há muito mais para ver e observar durante a passagem pela cidade.

O que você não pode deixar de ver em Manaus?
1- Teatro Amazonas

Considerado o maior símbolo do ciclo da Borracha, o Teatro Amazonas domina a paisagem de quem passa pelo Largo de São Sebastião. Imponente, com sua cúpula nas cores da bandeira do Brasil, o prédio em estilo eclético é tombado como Patrimônio Histórico e Artístico Nacional.

Inaugurado em 1896 para uso exclusivo dos Barões da Borracha, o teatro foi praticamente todo importado da Europa e sua construção demorou 14 anos. O material vinha de navio, inclusive a madeira retirada da floresta Amazônica, que era trabalhada na Europa para depois retornar ao Brasil.

teatro amazonas Manaus na duvida embarqueteatro amazonas ManausTeatro Amazonas Largo de São Sebastião Manaus

Completando 120 anos em 2016, o Teatro Amazonas incentiva o acesso às artes através da gratuidade dos espetáculos, estimulando os cidadãos a frequentarem o espaço. A visita guiada pelo interior do Teatro é imperdível, para quem quiser ter a exata noção do que representou essa obra na época em que Manaus e a floresta se confundiam.

Aproveite que está no Largo de São Sebastião e experimente o Tacacá da Gisela ou o Tambaqui de Banda, no restaurante de mesmo nome, pertinho do Teatro.

tambaqui-de-banda-manaus_-na-duvida-embarque

2- Mercado Municipal Adolpho Lisboa

O belo prédio em estilo Art Nouveau também inaugurado no período da Borracha e é um dos melhores exemplares da arquitetura em ferro, verdadeira inspiração francesa. Contorne o prédio para ver os dois lados pois as fachadas são completamente distintas. 

Atualmente o mercado público possui comércio de artesanato, mercado de peixes, restaurantes e lanchonetes. É um local simples (e quente), localizado à beira do Rio Negro.

mercado-municipal-adolpho-lisboa-manaus-5-small mercado-municipal-adolpho-lisboa-manaus-9-small mercado-municipal-adolpho-lisboa-manaus-7-smallmercado-municipal-adolpho-lisboa-manaus-6-small mercado-municipal-adolpho-lisboa-manaus-8-small

Além do Teatro Amazonas e do Mercado Municipal Adolpho Lisboa, há outros edifícios históricos para visitar no Centro, como o Palacete Provincial e o Palácio Rio Negro.

3- E, claro, o tradicional passeio de barco pelo Rio Negro, com parada para ver o encontro das águas, nadar com botos, visitar uma tribo indígena e almoçar no restaurante flutuante — como contei em Passeio Imperdível em Manaus.

4- Palacete Provincial

Também conhecido como Quartel da Polícia Militar abriga 4 museus: a Pinacoteca do Estado, o Museu da Imagem e do Som, o Museu de Arqueologia e o Museu  de Numismática. Esse é um dos edifícios mais importantes do Estado do Amazonas, por sua história e rico acervo. Como não poderia deixar de ser, é tombado pelo Patrimônio Histórico e Nacional e está muito bem conservado e restaurado.

Palacete Provincial Manaus (Small)Palacete Provincial Manaus (2) (Small)

5- Palácio Rio Negro

Construído pelo comerciante alemão Waldemar Scholz, um importante Barão da Borracha, o prédio foi mais tarde adquirido para ser sede do Poder Executivo e residência do Governador, permanecendo assim até 1997, quando o local passou a funcionar como Centro Cultural. A visita ao interior do Palácio é uma verdadeira viagem no tempo valendo observar os móveis e objetos da época.

Palácio Rio Negro Manaus (1) (Small) Palácio Rio Negro Manaus (2) (Small)

Depois de andar pelo Centro de Manaus sob o sol forte e um calor de 34º C provavelmente você vai querer chegar o mais rápido possível à piscina do hotel. Mas se o seu hotel não tiver essa opção (ou mesmo se tiver), não se preocupe. Você pode se refrescar conhecendo a Praia da Ponta Negra ou praticando Stand Up Paddle no rio.

6- Praticar SUP no rio

No mês de outubro, quando visitei a cidade, fazia muito calor e quis experimentar a prática de SUP no rio, pois tinha visto umas fotos bem legais na internet, e só tinha praticado no mar. A atividade é realizada basicamente em dois locais: na área da Ponta Negra ou em Tarumã, onde existem flutuantes no rio oferecendo serviços como SUP, refeições e até baladas, para os mais animados. Escolhi o SUP do Abeca e lá fui eu… foi uma tarde bem gostosa e relaxante, em meio à natureza e em ótimas companhias.

Uma delícia ouvir só o barulho dos barcos e do vento. Se você for a Manaus, não deixe de incluir a atividade no seu roteiro. No flutuante do Sup do Abeca eles oferecem pranchas, remo, colete salva-vidas e comes e bebes. Sem falar que o Sandro, o dono, é muito gente boa e supervisiona a atividade, acompanhando os praticantes de perto, o que é um ponto super positivo.

A dica para conseguir fotos ainda mais bonitas é fazer o SUP durante a época da cheia, quando se formam os igarapés, e assim é possível remar mais perto das árvores, na área alagada, mas em qualquer época é, sem dúvida, uma atividade muito boa!

sup-manaus-4-small na-duvida-embarque-em-manaus-sup-do-abeca-small sup-manaus-1-small sup-manaus-2-small

7- Praia da Ponta Negra

Essa praia é o ponto de encontro dos manauaras. Localizada às margens do Rio Negro e com a orla reurbanizada, no local acontecem os maiores shows da cidade. No seu amplo calçadão há barracas de comes e bebes e artesanato. A praia conta ainda com estrutura de banheiros e salva-vidas e há boias na água delimitando até onde os banhistas podem se aventurar, o que é ótimo, considerando que se trata de um rio enorme e com grande movimentação de embarcações.

Devido à grande revitalização da área, lá também ficam os prédios residenciais mais novos da cidade, além do icônico Hotel Tropical.

Praia da Ponta Negra Manaus (3) (Small) Praia da Ponta Negra Manaus (2) (Small)

8- Porto Flutuante de Manaus

O maior porto fluvial do mundo recebe milhares de turistas todos os anos pois é dali que saem os cruzeiros pelo Rio Negro e também os passeios de barco para ver o encontro da águas, fazer nado com botos, visitar uma tribo indígena e almoçar no restaurante flutuante. A estrutura do porto poderia ser bem melhor (!) considerando o grande fluxo de pessoas.

Observe a placa que indica os registros históricos da cheia e veja como o nível do rio Negro varia, ano a ano. Como outubro é época de seca, é normal o nível estar baixo, ou seja, nem aparecer na marca.

nível do rio Negro Manaus_ blog Na dúvida embarque (Small) porto Manaus Na dúvida embarque (Small)

9- Jardim Botânico Adolfo Ducke e Parque do Mindu

Para quem quiser ter contato com a natureza sem sair da cidade as duas melhores opções são visitar o maior Jardim Botânico do mundo e o parque do Mindu, que possui trilhas suspensas. Assim, você verá a Floresta Amazônica de pertinho.

10- Shoppings

Por ser uma cidade industrial (lembram da Zona Franca de Manaus, né?!) o apelo comercial é muito forte, até mesmo como forma de escoar a produção. Por isso, há na cidade vários e excelentes shoppings centers, como o Shopping Manauara, o Amazonas Shopping e o Manaus Plaza Shopping. Em todos eles você encontra as maiores marcas e lojas do Brasil. Para os manauaras os shoppings são também uma forma de se refrescar do calor.

Tá bom… eu sei que convenci vocês de ir pra Manaus! 😉

Então se tiver oportunidade de ir, vá. E se tiver alguma dúvida, deixe um comentário aqui que a gente responde!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *