O que fazer em Cascais: passeio de 1 dia a partir de Lisboa

Sem dúvida um dos dias mais agradáveis da viagem por PORTUGAL foi o dia em que fiz o bate-e-volta de Lisboa até Cascais. O dia estava simplesmente perfeito: sol e temperatura agradável, com uma leve brisa soprando do mar. Ideal para curtir uma cidade de praia.

Não é a toa que a partir de 1870 a Família Real Portuguesa escolheu Cascais como residência de verão, devido ao clima ameno, às belezas naturais e a qualidade da água do mar (na verdade é uma baía, então está sempre calminho.. não tem ondas!).

Desde então, Cascais “bomba” todo verão e, por isso, passou a ser considerada a riviera portuguesa.

É possível fazer apenas um bate-e-volta a partir de Lisboa, mas se tiver tempo e puder esticar, melhor ainda! É o mesmo que ir a Búzios e não dormir na cidade. Fica aquela sensação de que faltou alguma coisa.

Fique pelo menos uma noite na cidade para aproveitar os restaurantes, caminhar sem pressa pelas ruas do pequenino centro histórico e, claro, ir à praia — aqui você encontra dicas de onde ficar hospedado em Cascais.

Como chegar em Cascais?

Localizada a apenas 30 km de Lisboa, é bem fácil e rápido chegar. Da estação Cais do Sodré, em Lisboa, partem trens a cada 30 minutos e o trajeto leva o mesmo tempo, com vista para o mar durante a maior parte do caminho (sente do lado esquerdo do trem, na ida e do lado direito, na volta). O bilhete de ida e volta custa €4,40.

De carro, a viagem dura entre 30 e 45 minutos e também é uma boa opção, assim como as excursões de ônibus que partem de Lisboa.

Aqui você encontra todas as dicas de Cascais: como chegar, o que fazer, onde comer, onde ficar hospedado e como ir até o CABO DA ROCA.

Cascais

Vai viajar para o exterior? Não deixe de comprar seu chip de internet para ficar sempre conectado. Testei e aprovei em mais de 5 países.

Atrações em Cascais

Praias, claro!

Sem dúvida essa é a vocação natural da cidade, pois suas águas calmas (uma baía praticamente sem ondas) são o paraíso para as famílias, sobretudo para quem está viajando com crianças pequenas. É o local ideal para a prática de esportes aquáticos como o stand up paddle, banana boat, jet sky e vela.

As praias mais próximas do centro — e por isso as mais fáceis de serem frequentadas por quem está à p é—, são a Praia da Ribeira, Praia da Rainha, Prais da Conceição e Praia da Duquesa.

Em todas elas você encontra serviço de cadeiras e barracas, bares e restaurantes próximos e há até uma piscina construída na beira do mar, com água salgada. Isso sem falar do posto médico com atendimento de primeiros socorros. Isso é Europa!

Cascais

Cascais

Cascais

Se você estiver indo a Cascais apenas para passear e fazer um bate-e-volta e não tem intenção de ficar na praia pegando sol e mergulhando, não deixe, pelo menos, de caminhar pelo calçadão das praias e pela área da marina. A paisagem é linda!

Citadela de Cascais

Historicamente, essa região de Portugal sempre foi muito valorizada e disputada. Até os fenícios, romanos e mouros passaram por Cascais na tentativa de ocupar o ponto mais ocidental da Europa. Por esse motivo, fortes foram construídos para defender a cidade do ataque de invasores e piratas.

A antiga citadela murada representa grande parte da história de Cascais. Em seu interior ficam localizados o Distrito das Artes, um complexo com restaurantes, cafés, hotel 5 estrelas e galerias de arte, o Palácio da Cidadela e a Fortaleza Nossa Senhora da Luz. É imperdível! Não deixe de visitar.

Cascais

Cascais

♦♦♦ Vai viajar para a Europa? Não esqueça de fazer seu SEGURO DE VIAGEM. É obrigatório e de acordo com o Tratado de Schengen deve ter cobertura de no mínimo 30.000 euros. Faça sua COTAÇÃO aqui e viaje tranquilo.♦♦♦

Marina de Cascais

A marina é outro lugar por onde vale a pena passar, já que é caminho para o outro lado da citadela. Ela foi construída paralela à citadela, é lá onde ficam os iates, veleiros e barcos pesqueiros de Cascais. Vale passear pelo calçadão e observar a paisagem. É lindo ver aquele mar infinito…

Cascais

Cascais

Casa de Santa Maria e Farol de Santa Marta

Seguindo em frente e passando pela Marina, ficam a Casa de Santa Maria e o Farol Museu de Santa Marta, localizados em um recanto de Cascais, à beira da água e com vista para a baía.

Uma explicação para Cascais ter se tornado tão atrativa, badala e popular (além de a própria família real portuguesa tê-la escolhido como cidade de veraneio) é o fato de um membro da família real Irlandesa ter se interessado pela cidade, tendo ali mandado construir 2 casas.

A Casa de Santa Maria foi construída em 1902 por Jorge O’Neil, membro da Família Real Irlandesa. Foi desenhada pelo arquiteto português Raul Lino, um dos mais importantes do século XX, e sua arquitetura mediterrânea mesclada com estilo mourisco já abrigou muitos nobres ao longo de seus mais de 100 anos de existência.

Puro luxo e ostentação!

Cascais

Cascais

Farol- Museu de Santa Marta 

O farol branco com azulejos azuis combina perfeitamente com a paisagem, sendo o único farol de Portugal que conjuga as duas atividades: funcionar como farol e como museu, ao mesmo tempo. O farol pode ser visitado por € 3,00 e fecha às segundas-feiras.

Cascais

Cascais

Todas as ruas e praças de Cascais são identificadas com essas placas de azulejos super charmosas que contém o brasão da cidade.

Além da Casa de Santa Maria, O’Neil mandou construir outra casa, mais tarde vendida para a família Castro Guimarães e transformada em museu – é o museu mais antigo de Cascais – onde funciona o Museu Condes de Castro Guimarães.

A casa museu está localizado dentro do Parque Marechal Carmona e segue o mesmo estilo arquitetônico da Casa de Santa Maria. Ambas ficam bem próximas, quase de frente uma para a outra, divididas apenas por uma pequena e charmosa ponte de pedras.

O mais interessante é que ambas as casas forma construídas na beira da água e seus moradores podiam desfrutar de praias particulares com águas cristalinas.

Cascais - blog Na Dúvida, Embarque

Cascais - blog Na Dúvida, Embarque

Se estiver em Cascais, aproveite para esticar o passeio até o CABO DA ROCA – todas as dicas aqui, o ponto mais ocidental da Europa. É um passeio simples, mas que vale muito a pena conhecer, não só pela beleza natural que é incrível, mas importância do lugar como ponto estratégico na Europa.

Centro Histórico de Cascais

Andar pelas ruazinhas estreitas do centro histórico de Cascais até a Praça 5 de Outubro, que fica de frente para o mar, é daquelas sensações inesquecíveis, ainda mais se o dia estiver bonito. Nessa Praça estão a estátua de D. Pedro I, o Centro de Informações Turísticas, o Prédio da Prefeitura e a Câmara Municipal de Cascais.

Aprecie a calçada de pedras portuguesas no estilo do calçadão de Copacabana (como se fossem ondas) — aliás, por todo o país as calçadas de pedras portuguesas são um detalhe à parte, verdadeira obra de arte— e a arquitetura das casas, sempre decoradas com os clássicos azulejos, entre nas lojas de souvenirs e sente em um café ou restaurante para ver a vida passar em terras lusitanas…

Cascais - blog Na Dúvida, Embarque

Cascais - blog Na Dúvida, Embarque

Onde comer em Cascais?

Existem dezenas de restaurantes, cafés e lanchonetes onde é possível comer bem em Cascais, mas um lugar que me agradou foi o Largo Luís de Camões, onde há vários restaurantes com mesas na calçada, sempre com barracas de sol e ventiladores para proteger do calor. No restaurante Palm Tree a comida e o atendimento são bons, o preço e justo e todos ali na praça são bem parecidos. Experimente também o Checkers Bar e o restaurante Duke.

Outro destaque de Cascais são os museus. Há vários e bons museus espalhados pela cidade: Museu da Música Portuguesa, Museu da Villa de Cascais, Casa Henrique Sommer, Casa Duarte Pinto Coelho, Casa das historias Paula Rego e Museu do Mar – Rei D. Carlos.

Outras atrações são o ponto conhecido como Boca do inferno, onde a falésia desgastada pelo mar formou um arco e as ondas continuam a bater incessantemente. Para chegar lá basta caminhar (bastante) depois de passar pela Casa de Santa Maria e Farol de Santa Marta. Sempre em frente.

Para além da Boca do Inferno há ainda o Forte São Jorge de Oitavos, construído para defender a população de  Cascais dos inimigos que vinham do mar, e hoje abriga um museu militar.

Dicas de outras cidades portuguesas?

Aqui você encontra dicas de outras cidades para visitar em Portugal e onde ficar hospedado.

LISBOA – Guia bairro a bairro

PORTO – dicas de hospedagem no Porto

SINTRA – passeio de 1 dia em Sintra: bate-e-volta a partir de Lisboa

CASCAIS – o que fazer – passeio de 1 dia a partir de Lisboa

ÉVORA – onde ficar hospedado

ÉVORA – o que fazer em Évora

GUIMARÃES – aqui nasceu Portugal!

AVEIRO

COIMBRA

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *