Os castelos do Vale do Loire, o coração da França

A região do Vale do Loire, na parte central da França — ou, como eles orgulhosamente dizem, no coração da França —, impressiona não apenas pela magnitude e quantidade de castelos (sendo ao todo mais de 100) mas, principalmente, pela tranquilidade, beleza e capacidade de recriar a atmosfera da Realeza. A região inteira é intitulada como Patrimônio da Humanidade pela UNESCO que abrange desde a cidade de Sully-sur-Loire até a de Chalonnes-sur-Loire.

Os castelos, com seus gramados impecáveis, os rios que os acolhem há tantos séculos, a história que os envolve e a atmosfera real fazem dessa uma das regiões mais visitadas da França.

Castelos e mais castelos…

A apenas duas a três horas de carro saindo de Paris, a região apresenta muitas opções de hotéis, restaurantes e, claro, castelos! Alguns deles, inclusive, se transformaram em hotéis e recebem os hóspedes como verdadeiros reis e rainhas, como o Domainde des Hauts de Loire. Esse hotel está indicado, inclusive, como um dos 1.000 lugares para conhecer antes de morrer, e pode ser uma ótima escolha para quem procura um destination wedding. Já pensou se casar em um castelo da realeza francesa? Muito chique e romântico, né?!

domainehautsloire-galerie-2015-3

domainehautsloire-galerie-2015-19

Diante de tamanha diversidade, a dúvida mais frequente é saber quais castelos e cidades visitar, e quanto tempo ficar. Vale a pena ler o resumo que fizemos sobre 18 dos mais importantes castelos e pensar na logística de locomoção entre as cidades e quantos dias você pretende permanecer, antes de escolher onde se hospedar. 

Para quem pretende conhecer muito bem a região, o ideal seria alugar um carro e se hospedar em pelo menos duas ou três cidades (sendo Tours, Blois Amboise  as melhores); mas se a intenção for conhecer apenas os mais famosos recomendo a hospedagem na cidade de Tours, uma das mais centrais para conhecer o Vale, e de onde saem trens para os castelos de Chambord, Chenonceau e Amboise.

Para saber mais sobre cada castelo, clique em seu nome e seja redirecionado para os respectivos sites oficiais.

Castelo de Sully-sur-Loire: construído no século XIV às margens do Loire, esse castelo é a porta de entrada para a região do Vale do Loire. Antes fortaleza medieval, foi erguido sobre o rio, literalmente dentro da água.

chateau-sully-

Castelo de Valençay: Napoleão adquiriu o castelo em 1803 para seu famoso ministro de assuntos estrangeiros, Talleyrand, a fim de que ele pudesse receber com pompa todas as pessoas importantes do Império. Situado na cidade de Berry, o castelo de Valençay apresenta dois estilos arquitetônicos (renascentista e clássico), sendo totalmente mobiliado e agraciado com magníficos jardins franceses e um parque ao estilo inglês.

Castelo de Chambord: o maior e um dos mais visitados castelos de todo o Vale do Loire possui 282 chaminés, 77 escadarias e 440 cômodos, dos quais 90 estão abertos a visitação. É um símbolo e modelo da Renascença.

Castelo de Cheverny: localiza-se próximo aos castelos de Blois e Chambord e é considerado o castelo mais maravilhosamente mobiliado do Vale. A decoração é muito bonita, além de robusta. Foi o primeiro castelo a ser aberto ao público, em 1922.

chateau_ cheverny

Castelo Real de Blois: residência favorita dos Reis e Rainhas da França, na Renascença, esse castelo é um verdadeiro panorama da arquitetura e história do Vale de Loire. Os apartamentos reais, mobiliados e restaurados, apresentam magníficas decorações e evocam a vida cotidiana da Corte.

Castelo de Chaumont-sur-Loire: o que chama mais atenção nesse castelo, na verdade, é sua área externa, pois seus jardins, plantados com árvores centenárias, formam um lindo belvedere. Lá ocorre o Festival Internacional de Jardins — imperdível para todos que trabalham ou apreciam paisagismo.

Castelo de Chenonceau: é um lugar excepcional pela riqueza de sua história e arquitetura única no mundo. Ricamente mobiliado e decorado, o castelo possui uma coleção de pinturas e tapeçaria dignas dos grandes museus. É, depois de Versalhes, o castelo francês mais visitado.

Chateau de Chenonceau_Vale do Loire_ França_Na dúvida embarque (2)

chateau_ chenonceau

Castelo Real de Amboise: a fortaleza medieval de Amboise se transformou em residência real durante o Reino de Carlos VIII e Francisco I (do final do século XV ao começo do século XVI). Muitos artistas e intelectuais se juntaram à Corte de Amboise a convite do Rei, como Leonardo da Vinci, que viveu no castelo de Clos Lucé e cujo túmulo está na capela do Castelo de Amboise.

Chateau d'Amboise_ France_Valle de la Loire_ Na dúvida embarque (Small)

Castelo Amboise_ Vale do Loire_ França_ Na dúvida embarque

Castelo de Clos Lucé: também chamado de parque Leonardo da Vinci. A convite do Rei Francisco I, o gênio italiano se instalou no castelo e passou a trabalhar e viver durante os três últimos anos de sua vida. É possível visitar seu quarto, cozinha e as salas de exposições com suas fabulosas máquinas. No parque e jardins estão espalhadas algumas criações artísticas e invenções do gênio italiano.

Clos Lucé_  Leonardo da Vinci_Amboise_ France_ Na dúvida embarque (Small)

Clos Lucé_ Amboise_ Leonardo da Vinci_ France_ Na dúvida embarque (Small)

Castelo de Villandry: último castelo renascentista construído às margens do rio Loire, é conhecido pela beleza e por seus seis jardins em quatro níveis que aliam estética, diversidade e harmonia.

Castelo D’Azay-le-Rideau: construído sobre uma ilha em Indre, o castelo concilia inovações italianas com a arte de construir francesa. O edifício exprime todo o refinamento de uma castelo da Primeira Renascença.

Castelo de Saumur: o castelo construído no final do século XI, proporciona uma das mais lindas vistas sobre o rio Loire.

Castelo de Angers: no centro da cidade de Angers esta enorme fortaleza medieval construída com 17 torres, no século XIII, abriga jardins e construções residenciais. Lá está o maior tapete medieval da Europa, com 100 metros de comprimento.

chateau_d'angers

Castelo dos Duques da Bretanha de Nantes: testemunha da história de Nantes e da Bretanha, o castelo situado no centro da cidade foi construído no século XV. A fortaleza construída pelo Duque Francisco I, encerra a residência ducal do mesmo século, com inspiração renascentista. No interior do castelo está o Museu de História de Nantes.

Castelo de Langeais: residência real entre a Idade Média e a Renascença, o local serviu de palco para o casamento de Charles VIII e Ana de Bretanha, em 1491.

Fortaleza Real de Chinon: a fortaleza, no topo da cidade, evoca a época em que as histórias da França e da Inglaterra se misturavam. Em 1429 ocorreu o encontro histórico entre Joana D’Arc e o delfim, futuro Charles VII.

Abadia de Fontevraud: considerada uma das maiores cidades monásticas da Europa, a abadia se destaca pelo tamanho e originalidade. Napoleão a transformou em prisão, e assim continuou até 1963. Hoje o espaço foi transformado em Centro Cultural, onde ocorrem concertos e exposições artísticas.

Para além dos castelos, o Vale do Loire oferece cidades tranquilas e agradáveis, com muita qualidade de vida, perfeitas para passear sem compromisso, parar em um café e apenas observar a vida passar.

Por seu charme e romantismo, a região ainda é uma opção para os casais que procuram um destination wedding ou uma viagem de lua-de-mel ou, simplesmente, para quem deseja fazer um passeio de balão e sobrevoar essa que é uma das regiões mais lindas e charmosas da França. Por isso mesmo a região é tombada pela UNESCO e atrai milhões de turistas todos os anos. Não espere mais para viver essa atmosfera real.

0 comments on “Os castelos do Vale do Loire, o coração da França

2 Pings/Trackbacks for "Os castelos do Vale do Loire, o coração da França"

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *