1 dia em Hiroshima com passeio a Miyajima

Mais do que uma viagem onde visitamos atrações turísticas, passar 1 dia em Hiroshima nos faz refletir sobre poder, guerra, destruição, simbolismo, sonhos e renascimento! A cidade, alvo da primeira bomba atômica, renasceu ainda mais forte, moderna e desenvolvida, tornando-se um símbolo de luta pela paz mundial.

É possível ver as principais atrações de Hiroshima em 1 único dia, mas para fazer os passeios com calma e aproveitar para conhecer Miyajima, o ideal é dormir uma noite na cidade.

Como chegar a Hiroshima  – a cidade fica localizada entre Nagasaki e Himeji, mas a maioria dos turistas visita a cidade partindo de Kyoto, que fica a 2:20 de distância, de trem.

Partindo de Nagasaki no trem bala shinkansen, leva-se 3:30 horas no deslocamento. Enquanto o trajeto desde Himeji leva 1:20.

O principal meio de transporte em Hiroshima é o bonde, sendo muito fácil circular por toda a cidade e, até mesmo, visitar a ilha de Miyajima, que fica a apenas 30 minutos de distância e é um dos lugares mais bonitos do Japão. Leia aqui como é o passeio até a ilha de Miyajima.

Hiroshima
Epicentro da bomba à beira do rio Ota, em Hiroshima

1 dia em Hiroshima

Parque Memorial da Paz

Como fizemos uma visita rápida à Hiroshima, a prioridade foi conhecer o Parque Memorial da Paz, construído em 1960, na área próxima a explosão da bomba. A cidade atrai milhares de turistas interessados em conhecer o local e a história de superação da cidade.

O Parque Memorial da Paz é separado em diferentes atrações.

HiroshimaHiroshima

Cúpula da Bomba Atômica

A Cúpula da Bomba Atômica é a ruína de um edifício que ficava bem perto do epicentro da bomba e onde todas as pessoas que estavam no local morreram instantaneamente.

Apesar dos questionamentos se o prédio deveria ou não ser demolido, decidiu-se por preservá-lo para nunca esquecermos o que aconteceu.

O local é protegido pela UNESCO como Patrimônio da Humanidade e, em 2017, o Presidente americano Barack Obama esteve em Hiroshima e depositou uma coroa de flores em homenagem às vítimas, mas não chegou a formular um pedido de desculpas.

HiroshimaHiroshima

Um dos locais mais simbólicos é o Monumento das Crianças à Paz. A estátua de uma criança segurando um pássaro grou simboliza a história de luta de uma sobrevivente que acreditava que seria curada das lesões, mas não resistiu.

Ela simboliza todas as crianças que morreram neste local. Os tsurus, assim como em Nagasaki, são enviados por milhares de estudantes para enfeitar o local.

Já no Monte da Memória estão as cinzas de milhares de corpos que foram cremados no local.

O Sino da Paz pode ser tocado por qualquer visitante para emanar boas energias.

Hiroshima
Sino da Paz, Parque Memorial da Paz em Hiroshima

Já a Chama da Paz, acesa no meio da praça, simboliza a luta pelo fim das armas nucleares e só será apagada quando todas as armas nucleares forem extintas. Será uma utopia? Ou será que isso vai acontecer algum dia?!

Hiroshima

O Museu Memorial da Paz é um local de fortes emoções. Os visitantes podem sentir um pouco do que foi aquele dia da explosão da bomba através de fotos, relatos, vídeos e objetos pessoais da época.

Hiroshima
Parque Memorial da Paz em Hiroshima

Outras atrações em Miyajjima

A cidade possui outros lugares de visitação como o Parque Shukkei-em, o Castelo de Hiroshima, o Museu de arte contemporânea e o Centro cultural de ciência para crianças. Pois bem, nós optamos por visitar a ilha de Miyajima e não tivemos tempo de ir a esses locais.

Confira mais sobre Miyajima: passeio de 1 dia saindo de Hiroshiima. Dicas de como chegar, o que fazer, atrações imperdíveis e onde ficar hospedado.

Para saber mais detalhes sobre o Japão

Kyoto: onde ficar e o que fazer

Nagasaki: o que fazer e onde ficar hospedado

Monte Fuji, Enoshima e Kamakura

Tóquio: o que fazer em 2, 3 e 4 dias

Takayama: uma viagem às tradições japonesas

E, por fim, na região de Honshu também indicamos a visita a outras cidades como Nara, Osaka e Kobe. Qualquer dúvida sobre Hiroshima ou outras cidades do Japão, deixe aqui nos comentários.

♥ Beatriz é colaboradora do Na Dúvida Embarque. Por isso, ela viaja o mundo e compartilha suas dicas de viagem conosco. Arigatô, Beatriz! ♥

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *