Fim de semana em Paraty: onde ficar e o que fazer

Olá Pessoal! Dando sequência aos nossos posts sobre viagens seguras, durante a pandemia, respeitando o isolamento social, hoje indicamos um fim de semana em Paraty, localizada na Costa Verde, na divisa entre o Rio de Janeiro e São Paulo.

A região é super acolhedora e possui muitos atrativos. Banhada pelo mar, com ilhas paradisíacas e o verde da Mata Atlântica (que inclui o Parque Nacional da Serra da Bocaina), a cidade foi reaberta ao turismo! Assim, viajar de carro, além de seguro, pode nos trazer lindas surpresas!

A cidade de Paraty é repleta de bons restaurantes, além de ter um rico artesanato local; tem um estilo rústico-praiano que é de deixar qualquer um de queixo caído. Então, vamos indicar 3 hospedagens e dar dicas do que fazer, principalmente ao ar livre!

Só com esta apresentação é possível imaginar o que lhe espera na cidade, certo?

Fim de semana em Paraty: o que fazer

Como Paraty é uma cidade pequena, alguns lugares e atrações valem a pena ser visitados, mesmo durante a pandemia. Casarões coloniais, igrejas históricas, a casa do Príncipe, o fenômeno da alta das marés, passeios de barco, passeios na mata atlântica e, claro, a  gastronomia são, sem dúvida, o ponto alto da cidade.

fim de semana em paraty
Fim de semana em Paraty – fotos de Ricardo Gaspar do site paraty.com.br

Casarão Colonial dos Orleans e Bragança

A primeira vez que visitamos Paraty (em 1996), tivemos a oportunidade de ir à casa do Príncipe João Maria de Orléans e Bragança, neto da princesa Isabel e fomos recebidos pelo próprio em sua sala, onde ouvimos histórias incríveis sobre o tempo do Império.

Hoje, a residência datada de 1850, pertence ao seu filho, João Henrique de Orléans e Bragança. É uma linda casa colonial com janelas verdes e amarelas, tipicamente brasileira, de frente para o mar.

No interior da casa estão preservadas obras de artes, quadros, louças, móveis trazidos da França após o exílio, entre outros itens. É mesmo uma relíquia.

Endereço: Rua Fresca, um dos pontos mais privilegiados do centro histórico de Paraty.

Fim de semana em Paraty – foto casavogue.globo.com   

Centro Histórico de Paraty

Passeie sem pressa pelas ruas de pedras, observando as casas coloniais, cada janela, porta, telhados e todo o encanto de seu conjunto arquitetônico. É nessa região, com entrada proibida para carros, onde está a maioria dos restaurantes, lojas de artesanatos e hotéis da região.

Datada de 1667, as ruas do centro são todas com calçamento estilo pé-de-moleque, pedras enormes e rústicas. Pois bem: é preciso ter cuidado ao caminhar pela cidade —prepare um bom tênis ou sapato rasteiro. E aprecie cada detalhe das casas coloniais com suas janelas e portas pintadas e os detalhes nos telhados e paredes deixados pela influência maçônica na região.

O Centro Histórico foi declarado pela UNESCO como Patrimônio da humanidade, sendo tombado e preservado também pelo IPHAN (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional). O Brasil tem apenas cerca de 20 locais reconhecidos na lista das Nações Unidas.

fim de semana em paraty
Fim de semana em Paraty – foto Ricardo Gaspar, do site paraty.com.br

Cheia das marés

Fenômeno que acontece em período de lua cheia é a cheia das marés e inundação das ruas. Já fomos algumas vezes à Paraty e sempre conseguimos visualizar esse fenômeno que deixa a cidade ainda mais linda, com um espelho de água que duplica as casinhas coloniais.

Tábuas para pedestres atravessarem de um lado para o outro, turistas com malas na cabeça e moradores circulando de barco pelo centro histórico. Um charme!

Bem, felizmente, todas as vezes que fomos a Paraty presenciamos as ruas alagadas, principalmente as ruas de Santa Rita e Dr. Pereira, bem em frente à igreja que é cartão postal da cidade, no Largo de Santa Rita. Então, programe-se para ver esse fenômeno.

Endereço: Ruas Santa Rita e Dr. Pereira – Centro histórico de Paraty.

Igrejas Históricas

Paraty, como muitas cidades do período colonial, teve muita influência católica, vinda dos tempos da colônia. No centro histórico é possível visitar 4 igrejas muito interessantes por serem diferentes entre si. Eram destinadas a diferentes camadas da sociedade: aristocracia, escravos, homens pardos libertos. A diferença fica muito clara nas visitações…

Igreja de Santa Rita – Localizada de frente para o mar é uma das primeiras partes a alagar em tempos de maré alta. É um dos cartões postais da cidade e foi fundada por homens pardos libertos. Passou por algumas modificações e hoje é a sede do Museu de Arte Sacra de Paraty.

Igreja de Nossa Senhora do Rosário e São Benedito – foi construída e utilizada pelos escravos, sendo que o altar dourado é do no século XX.

Igreja Nossa Senhora das Dores – a igreja conhecida como capelinha fica localizada na rua Fresca.

Igreja de Nossa Senhora dos Remédios – Padroeira de Paraty, a igreja é a mais imponente da cidade, erguida em 1712. Em estilo neoclássico, suas torres até hoje encontram-se inacabadas.

fim de semana em paraty
Fim de semana em Paraty – foto Ricardo Gaspar, site paraty.com.br

Artesanato

O artesanato de Paraty é sem dúvida, um dos mais ricos do Rio de Janeiro. Com materiais rústicos e ao mesmo tempo finos, tecidos, tapeçaria, pinturas, porcelanas e itens de decorações belíssimos é fácil se perder pelas inúmeras lojas do centro da cidade com janelas e portas abertas para receber os turistas. É comum, e um atrativos, colocar os produtos nas janelas e pendurar na soleira das portas. Fica tudo ainda mais colorido…

Alambiques

Paraty sempre foi referência na produção de Cana de Açúcar e produção de aguardente desde o tempo da colônia. Hoje, dos mais de 100 alambiques, restaram menos de 10 produtores. As cachaças de Paraty possuem o selo de “Indicação de Procedência” o que as tornam únicas e com certificado de qualidade.

Chafariz do Pedreira

Mais uma atração ar livre, o chafariz, construído em 1851 para trazer água à população, encontra-se até hoje no centro histórico.

Passeios de escuna e praias

As praias de Paraty são lindas e há vários passeios de escuna e lancha disponíveis. Porém, com a pandemia, talvez seja melhor deixar para outra oportunidade.

fim de semana em paraty
Fim de semana em Paraty – foto Ricardo Gaspar, do site paraty.com.br

Caminho do Ouro ou Estrada Real

Durante o ciclo do ouro Paraty era um importante entreposto comercial, por onde o ouro de Minas Gerais era escoado para os portos do Rio de Janeiro e São Paulo.

Ainda hoje o caminho pode ser visitado, mediante agendamento. Mas nós nunca fizemos esse passeio; está na lista!

FLIP, Festa Internacional Literária de Paraty

A feira ocorre anualmente, sendo uma das principais do país com nomes consagrados da literatura. Em 2020, devido a pandemia, a 18ª edição, acontecerá de 3 a 6 de dezembro, pelas redes sociais.

Onde ficar hospedado em Paraty

Escolher o hotel é, sem dúvida, uma das melhores partes da viagem. E, em Paraty, é ainda mais gostoso.

Neste momento de pandemia, nossa ideia é não estender muito as dicas do que fazer pela cidade, por isso indicamos hotéis que são verdadeiros refúgios para que vocês passem mais tempo em família, ao ar livre, e sem aglomeração.

Como a cidade é pequena, e não há aquela correria de cidades grandes, dá pra aproveitar mais o hotel, tomar café da manhã com calma e aproveitar a natureza. Paraty é sempre muito acolhedora! Por isso, vale a pena investir em boas hospedagens.

Assim, escolhemos 3 hotéis que são verdadeiros refúgios!

POUSADA DO PRÍNCIPE

Já que não podemos ficar hospedados na casa de João Henrique de Orléans e Bragança, pelo menos podemos desfrutar de todo bom gosto e requinte de sua belíssima Pousada do Príncipe. 😊

Ideal para casais e famílias, ela já foi reaberta e conta com protocolos rígidos de segurança.

A pousada implementou novos procedimentos de check in e check out, reestruturou os já rigorosos processos de limpeza, com particular atenção para todas as superfícies de uso comum, adicionaram produtos de limpeza e desinfetantes e tratamento de roupa de acordo com o recomendado pelos órgãos de saúde.

Em toda pousada há dispensers com álcool em gel para clientes e funcionários. No balcão de atendimento é permitido apenas 1 família por vez. Todos os funcionários têm a temperatura medida e usam equipamento de proteção individual.

As áreas comuns como bar, restaurante e piscina estão com um novo layout visando ao distanciamento social. Já as refeições são feitas com pré-reserva, o que permite um controle do número de clientes no salão. Quanto ao café da manhã, o buffet foi substituído e está sendo servido por funcionários, na mesa.

Realmente vale a hospedagem para um fim de semana em Paraty: quartos confortáveis, bem decorados e com muita natureza, em um casarão colonial. Reserve aqui seu quarto na Pousada do Príncipe.

Fim de semana em Paraty – foto do site pousadadoprincipeparaty.com.br

POUSADA DA MARQUESA

Considerada pelo Booking como uma das Pousadas mais bem localizadas de Paraty, a Pousada da Marquesa já está aberta e criou um manual de medidas protetivas para proteger os hóspedes e a equipe. Entre eles, os funcionários seguem todos os protocolos de segurança definidos pelas autoridades locais, os itens compartilhados como cardápios impressos, canetas e papel, também foram retirados.

Álcool em gel nas acomodações e áreas comuns, máscaras, termômetros e kit de primeiro socorros estão disponíveis para os hóspedes.

Em relação à limpeza dos quartos, a pousada está utilizando produtos eficazes contra o Coronavírus, as roupas de cama e toalhas estão seguindo padrões das autoridades para limpeza, a acomodação é toda desinfetada entre as estadias e os hospedes podem dispensar o serviço de limpeza da acomodação durante a estadia, caso desejem.

Quanto à alimentação, todas as medidas em relação ao distanciamento físico estão sendo tomadas nos restaurantes.

A Pousada da Marquesa fica a 5 minutos a pé da Praça da Matriz, a principal de Paraty e possui excelente avaliação. É, sem dúvida, uma das melhores opções de acomodação para um fim de semana em Paraty. Faça sua reserva agora mesmo!

fim de semana em paraty
Fim de semana em Paraty – fotos do site pousadadamarquesa.com.br

SELINA

A famosa rede internacional de hotéis e colive, Selina, está em Paraty (mas não fica no centro histórico). Há opções de escolher entre quartos confortáveis ou barracas de acampamento bem estruturadas — com ventilador e banheiros compartilhados. Um lugar super despojado, cercado de natureza e um toque rústico.

A pousada adotou medidas de proteção como: álcool em gel disponível nas acomodações e áreas comuns, medição de temperatura dos hóspedes, protocolos de segurança para todos os funcionários.

Itens compartilhados, como cardápios impressos, revistas, canetas e papel, foram retirados, adotaram o uso de produtos de limpeza que são eficazes contra o Coronavírus, roupas de cama e toalhas são lavadas de acordo com as diretrizes das autoridades locais, a acomodação é desinfetada entre estadias.

Além disso o pagamento eletrônico está disponível, distanciamento físico em todas as áreas do hotel, inclusive no restaurante e desinfecção de pratos, talhes e copos.

Tenho certeza que você aproveitará muito seu fim de semana em Paraty, no Selina, às margens do Rio Pereque, no meio da Mata Atlântica, e perto do centro Histórico da cidade.

fim de semana em paraty
Fim de semana em Paraty – foto do site selina.com.br

Outras pousadas em Paraty

Por fim, vale conferir no Booking os protocolos de segurança que outras pousadas podem estar seguindo:

Pousada Bartholomeu

Pousada Palmeira Imperial

Pousada Vila do Porto

Pousada Naus de Paraty (vale lembrar que estas duas últimas não ficam no centro histórico).

Espero que aproveitem as dicas para passar um fim de semana em Paraty e conhecer essa cidade histórica tão rica em detalhes, bem pertinho do RJ e SP.

P.s.: nossa primeira viagem à Paraty, em 1996 rendeu fotos que não tem boa qualidade para serem publicadas. E, infelizmente, fotos de outras viagens foram perdidas em hd’s… Sendo assim, utilizamos fotos dos sites das Pousadas mencionadas e fotos do site Paraty.com.br.

Por fim, outra opção para quem é do Rio de Janeiro é visitar BÚZIOS ou ITAIPAVA. São cidades pequenas, mas com ótima infraestrutura e que possuem hotéis e pousadas incrivelmente acolhedoras. Vale dar uma olhada nas dicas!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *