Bratislava: uma jovem capital com muita tradição

Ao ler sobre as principais cidades do Leste Europeu, a Bratislava, capital da Eslováquia, surgiu como uma boa opção, sobretudo por ficar a apenas uma hora de Viena, de trem. Decidimos fazer um bate-volta saindo de Viena e aproveitar o máximo em apenas um dia.  Para isso compramos bilhetes de trem no site da ÖBB, que oferece tickets com preços diferenciados para vários destinos próximos ao país (como Bratislava, Budapeste e Praga) e, nesse aspecto, o passe de trem Euregio sai muito mais em conta. Dá pra comprar tudo online mesmo.

Claro que é impossível conhecer bem uma cidade em algumas horas, e menos ainda tirar conclusões sobre um país em um único dia. Mas a impressão foi surpreendente, ainda mais porque não estávamos tão seguros sobre ir à Eslováquia.

Bratislava e suas boas surpresas

Ao chegar na Bratislava, percebemos que ela era diferente das demais capitais europeias. Mesmo já adotando o Euro, na verdade ela não parece uma capital quando comparada às vizinhas Viena, Praga e Budapeste. Talvez seja assim porque a Eslováquia integrava a Tchecoeslováquia até 1993, quando se tornou independente e, consequentemente, a Bratislava tem apenas 22 anos como capital européia. Seu centro histórico, por exemplo, é o menor de todas as capitais européias que já visitei. Mas aproveitar sua atmosfera leve e alegre faz valer qualquer passeio.

Ao desembarcar na estação de trem, fomos procurar o ônibus que leva ao centro histórico da cidade (linha 5). Não deixe de comprar o bilhete na máquina instalada na plataforma, nem validá-lo no ônibus, pois sempre há fiscais à paisana viajando nos veículos, ávidos para pegar os desatentos.

Para mim, a melhor atração da cidade é, sem dúvida, o Castelo medieval, do século XI, cujas torres são o símbolo da cidade e de onde se tem uma vista privilegiada, inclusive sobre o rio Danúbio. O castelo é protegido por muralhas da mesma época da construção, mas, infelizmente, hoje só existe uma parte da grande muralha que protegia a cidade medieval e apenas um de seus quatro portões. Felizmente ainda é possível apreciar as muralhas — tanto na subida e na descida do castelo como ao atravessar do centro histórico para o lado do castelo.

Hoje o castelo abriga o Museu Nacional da Eslováquia, com exibição permanente sobre a história da sociedade eslovaca desde a Idade Média até os dias de hoje, contada através de objetos como porcelanas, vidros, móveis, moedas, armas, entre muitos outros. Lá de cima, aproveite a vista da ponte Novy Most, em aço e curiosamente suspensa sobre um único pilar.

castelo bratislava Na dúvida embarque

alto da bratislava castelo Na dúvida embarque

Bratislava Eslováquia Na dúvida embarque

No ponto de informação turística localizado na Klobucnícka 2, bem perto do prédio da Prefeitura, é possível escolher entre alguns tipos de city tours oferecidos, alguns com enfoque na história, na música, e até nos judeus da Bratislava, com sua história e cultura à parte. A maioria deles tem duração de 1:30h a 2:00h e podem ser feitos à pé (walk tour), de ônibus ou em carros antigos, sempre com guias que vão narrando a história e curiosidades da cidade.

city tour Bratislava Na dúvida embarque

Mas também dá para fazer o passeio por conta própria mesmo. E acho que com pouco tempo o melhor é fazer seu próprio roteiro e ir andando e se perdendo pelas ruas, descobrindo praças, feirinhas e atrações, como a escultura que sai de um bueiro, a apreciar toda aquela calma, e dita pelos eslovacos como a única desse tipo no mundo inteiro.  A estátua Rubberneck faz parte, na verdade, de um conjunto de estátuas de bronze espalhadas pela cidade, com o objetivo de trazer modernidade e novos ares à cidade.  A obra se localiza nas esquinas das ruas Panská e Rybárska brána.

praça bratislava Eslováquia Na dúvida embarque

feirinha na Bratislava Eslováquia Na dúvida embarque

escultura que sai do chão Bratislava Eslováquia Na dúvida embarque

A Bratislava possui vários museus que abrangem desde as culturas croata e húngara na Eslováquia até a judaica, e passando pela Arqueologia e Ciências Naturais.

Como estávamos fazendo apenas um bate-volta, preferimos não conhecer os museus e aproveitar melhor a cidade e sua atmosfera. De todo modo, o mais interessante de todos é o Palácio Primates, prédio do século XVIII que servia como palácio de inverno dos arcebispos e onde, na sala dos espelhos, ocorreram vários eventos históricos, como a abolição da servidão na Hungria e a assinatura do tratado de paz por Napoleão. Hoje o prédio abriga o gabinete do Prefeito.

Já o prédio da antiga Prefeitura, que abriga o museu municipal, possibilita ainda subir no alto da torre, de onde se tem uma bela vista da cidade.

Mas a visita não será completa nem tão relevante se não for visitada a Catedral San Martin, também conhecida como a catedral da coroação. Construída entre os séculos XIV e XV, serviu por mais de 250 anos à coroações de reis e rainhas Húngaros, mais especificamente 11 reis e 8 rainhas. A réplica da coroa usada nas coroações está no ponto mais alto da igreja e pesa inacreditáveis 300 kg, segundo informações obtidas no local.

Pelas ruas, muitas lojasrestaurantes e cafés, e claro que você não pode sair de lá sem experimentar a comida eslovaca! Escolhemos o schnitzel (embora seja originalmente austríaco, todos os países do leste servem o prato como especialidade local) e um tipo de gnocci com queijo e bacon, também especialidade local. O restaurante tem um estilo americanizado (até no nome: Infiniti Rock Café), mas tem um ambiente descolado com mesinhas na calçada e serve, além de hambúrguer e batata frita, comida típica da Eslováquia.

restaurante Bratislava Eslováquia Na dúvida embarque

restaurante Bratislava Eslováquia Na dúvida embarque

Foi assim, andando sem compromisso pelas ruas da Bratislava que encontrei uma das melhores lojinhas de “coisas fofas por todos os lados”. Sério! Dá vontade de levar tudo!! O nome da loja é In Vivo e fica localizada na rua Michalská 12.

loja Bratislava Eslováquia_ Na dúvida embarque

Para minha surpresa, descobri que a região da Bratislava é agraciada por uma natureza exuberante e, por isso, possui um enfoque bem grande no turismo de aventura e esportes. Ao norte, a cidade é cercada de florestas e, ao sul, é banhada pelo Danúbio, que garante várias atividades como cruzeiro pelo rio, rafting, windsurfing, entre outras.

Definitivamente, a Bratislava é uma daquelas cidades que ficam escondidas do turismo em massa e guardam verdadeiros tesouros para quem as visita. Uma cidade que por mais de 250 anos foi a cidade de coroação do Reino Húngaro e fez parte do Império Áustro-Húngaro com certeza tem muito a proporcionar a seus visitantes.

Antes parecia pouco a fazer na Bratislava, mas agora até vejo que essa pequena capital colada na fronteira com a Áustria é só um pedacinho de um lindo país a desbravar… Não vejo a hora de embarcar novamente!

Veja mais sobre nossa Eurotrip pelo Leste Europeu:

PragaCesky KrumlovBudapesteVienaInnsbruckSalzburg

Vai Viajar? Não esqueça de fazer seu Seguro Viagem!

Real Seguro Viagem seguro_viagem Na dúvida embarque_728x90

0 comments on “Bratislava: uma jovem capital com muita tradição

    3 Pings/Trackbacks for "Bratislava: uma jovem capital com muita tradição"

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *